Notícias

Centrais e movimentos sociais fazem ato contra a crise

27 de março de 2009

As centrais sindicais de Minas Gerais e seus sindicatos filiados, além dos movimentos social e estudantil, estarão novamente unidos, nesta segunda-feira (30/3), às 14 horas, na Praça Sete, para dizer não à crise e às demissões. A manifestação tem por objetivo exigir a redução drástica da taxa de juros, recursos para os investimentos em políticas públicas e a defesa dos direitos trabalhistas e sociais.

As entidades sindicais e os movimentos sociais e estudantis ressaltam que o povo não é o culpado pela crise. “Ela é resultante de um sistema que entra em crise periodicamente e transformou o planeta em um imenso cassino financeiro, com regras ditadas pelo ‘deus mercado’. Diante dessa lógica excludente, querem que a classe trabalhadora pague a fatura em forma de demissões, redução de salários e de direitos. É preciso cortar drasticamente os juros, reduzir a jornada sem reduzir os salários, acelerar a reforma agrária, ampliar as políticas públicas em habitação, saneamento, educação e saúde, e medidas concretas dos governos para impedir as demissões, garantir o emprego e a renda dos trabalhadores”, avaliam os organizadores do ato.

Ato internacional unificado contra a crise

Data: 30 de março – segunda-feiraHorário: 14 horas Local: Praça Sete / Belo Horizonte

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Ponte Nova
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Teófilo Otoni
Uberaba
Uberlândia
Varginha