Notícias

Centro Educacional Mineiro volta a desrespeitar os professores

6 de maio de 2008

A pedido do Sinpro Minas, o Ministério do Trabalho fiscalizou em fevereiro a escola Centro Educacional Mineiro (CEM), em Belo Horizonte, e constatou várias irregularidades trabalhistas. Conforme consta no ofício de fiscalização encaminhado ao sindicato, a instituição de ensino não deposita mensalmente o percentual referente ao FGTS e não efetua o pagamento dos salários conforme determina a legislação, isto é, até o quinto dia útil de cada mês. 

Em razão dessas e de outras irregularidades, a instituição de ensino foi autuada pelo Ministério do Trabalho. Em novembro do ano passado, a direção da escola se comprometeu, em reunião no Sinpro Minas, a regularizar todas as pendências trabalhistas, mas isso não ocorreu, como constatou a fiscalização. 

O Sinpro Minas já solicitou uma reunião com a direção do Centro Educacional Mineiro para discutir as irregularidades e exigir o cumprimento dos direitos dos professores, mas ainda não obteve um retorno. Diante da situação, o sindicato tomará medidas para que os direitos dos professores sejam respeitados.

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Ponte Nova
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Teófilo Otoni
Uberaba
Uberlândia
Varginha