Notícias

É preciso avançar além das melhorias salariais

18 de fevereiro de 2010

No dia 6 de março, os professores da rede privada de ensino fazem assembleia em todo o estado para discutir os rumos da campanha reivindicatória 2010, lançada em novembro do ano passado, quando a pauta de reivindicações da categoria foi aprovada (confira abaixo os locais e horários).  “Estamos trabalhando com esse conceito de campanha reivindicatória, pois precisamos ir além da discussão sobre melhorias salariais. Queremos também estabelecer um amplo debate sobre as condições de saúde, o assédio moral, a jornada extenuante de trabalho, o plano de carreira, além de outras questões que têm afetado os docentes”, destaca o presidente do Sinpro Minas, Gilson Reis, que no último domingo (14/2) abordou o assunto durante o programa de TV do sindicato, o Extra-Classe (confira abaixo).

Mobilização é imprescindívelNa campanha do ano passado, mesmo com o discurso dos patrões de que a crise econômica mundial poderia trazer dificuldades, as negociações resultaram em fechamento das Convenções Coletivas de Trabalho (CCTs) na maioria das regiões, com a manutenção das conquistas, recomposição salarial e até alguns avanços. Neste ano, não há indício de crise e as previsões são de crescimento econômico, inclusive com o anúncio de que os grandes grupos educacionais irão investir em novas aquisições e fusões. As mensalidades escolares também tiveram reajustes acima de 10%, índice superior à soma do INPC (4,36%) acrescida do aumento real (5,25%) reivindicado pelos professores. Mesmo assim, o patronal insiste em emperrar as negociações e fazer pressão para testar a capacidade dos docentes de fazerem paralisações e greves em defesa dos seus direitos. As negociações ocorridas até o momento não deixam dúvidas de que a mobilização da categoria continua imprescindível.

>> Clique aqui e acesse a pauta de reivindicações

NegociaçõesMGDesde que a pauta foi entregue ao Sinep/MG (sindicato patronal), no final do ano passado, várias reuniões foram realizadas para discutir as reivindicações dos professores, mas mesmo tendo ultrapassado a data-base, que foi em 1º de fevereiro, o sindicato patronal não apresentou qualquer proposta ou a prorrogou, o que obrigou o Sinpro Minas a ajuizar na Justiça do Trabalho um protesto para garantir um prazo de 30 dias. A próxima reunião acontece no fim de fevereiro.

Norte de MinasHá dois anos, o Sinepe Norte não fecha acordo com o Sinpro Minas. Os processos de dissídio das campanhas de 2008 e 2009 continuam aguardando o julgamento no Tribunal Regional do Trabalho/MG. No dia 15/12, foi entregue a pauta de reivindicações 2010. As reuniões de negociação iniciaram no dia 10/02 e a data-base está prorrogada até 28/02. Poços de CaldasA Convenção Coletiva de Trabalho dos professores da base do Sinepe/Poços de Caldas tem vigência de dois anos, portanto somente serão negociadas as cláusulas econômicas e a ampliação de conquistas sociais. SudesteHouve um acordo em novembro de 2009 e foi fechada uma Convenção Coletiva com vigência até 2012. Em 2010, os professores já têm garantido o reajuste dos salários pelo INPC e somente serão negociadas as reivindicações de novas cláusulas sociais e aumento real.

Triângulo MineiroO Sinepe/Triângulo repete a estratégia de protelar as discussões da pauta de reivindicações, com os argumentos de sempre para retirar direitos. A data-base está garantida na Justiça. No dia 17/02 haverá uma reunião do sindicato patronal com os donos de escolas e, no dia 19/02, uma reunião com o Sinpro Minas.

NordesteApós a entrega da pauta, foram realizadas cinco reuniões até meados de fevereiro, quando o Sinepe/Nordeste se comprometeu a apresentar uma proposta com reajuste pelo INPC, manutenção das conquistas e alterações de redação em algumas cláusulas. No entanto a proposta foi apresentada com alterações de conteúdo diferente do que foi negociado e com retirada de direitos. O Sinpro Minas retomou a pauta de reivindicações e aguarda nova negociação.

Assembleias de professores em todo o estado6 de março de 2010 • SábadoPauta: campanha reivindicatória 2010

SEDE HORÁRIO LOCAL
Belo Horizonte 10:00

Sinpro Cerp – Rua Tupinambás, 179 – 14º andar Centro – BH

Barbacena 09:00   Sede da OAB – Conselheiro Lafaiete (Praça Barão de Queluz – 30 – Centro)
Cataguases   08:00  Rua Joaquim Peixoto Ramos, 92 – Centro – Cataguases
Cel. Fabriciano a confirmar  Rua Rio Branco, 136 – Bairro dos Professores – Coronel Fabriciano (a confirmar)
Divinópolis 09:00  Auditório da SEMED – Rua Minas Gerais, 1474 – Centro – Divinópolis
Gov. Valadares  09:00  Auditório da Escola Clóvis Salgado – Rua Barão do Rio Branco, 4 – Centro – Governador Valadares – ao lado do Fórum
Janaúba  09:00  Rua José Teotônio, 556 – Esplanada – Janaúba
Montes Claros  09:00 Rua Januária, 672 – Centro – Montes Claros
Poços de Caldas 17:00  Rua Mato Grosso, 275 – Centro – Poços de Caldas

Ponte Nova 

 10:00  Avenida Doutor Otávio Soares, 41 – salas 326/ 328 – Palmeiras – Ponte Nova
Pouso Alegre  09:00  Rua Dom Assis, 241 – Centro – Pouso Alegre
Uberaba 10:00  Rua Alfen Paixão, 105 – Mercês – Uberaba
Uberlândia  09:00 Hotel Presidente – Praça Tubal Vilela, 192 – Centro – Uberlândia
Varginha  09:00  Avenida Doutor Módena, 261- Vila Adelaide – Varginha

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Ponte Nova
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Teófilo Otoni
Uberaba
Uberlândia
Varginha