Notícias

Em Varginha, jovens debatem sobre os riscos da Reforma da Previdência

A proposta da Reforma da Previdência e os impactos na vida das mulheres, especialmente as alterações para as domésticas, professoras de educação básica (tanto da rede pública quanto do setor privado) e trabalhadoras rurais (economia familiar) foi o tema do debate em que participaram, no último dia 15, em Varginha, a diretora do Sinpro Minas e dirigente da CTB, Mônica Cardoso, e a doutoranda em Estatística pela UFLA e professora da UFJF, Fernanda Venturato. O debate foi promovido por um curso pré-vestibular de educação popular Emancipa.

Na ocasião, elas falaram sobre Loas (Lei do Orçamento Anual da Assistência Social) e sobre como as mães serão afetadas com a redução do benefício de mais de 50%, e também pelos filhos com deficiência. Ao afirmarem que a Previdência não é deficitária, elas ressaltaram dados, gráficos de arrecadação e distribuição de recursos do governo, que comprovam que a maior despesa atual é com o pagamento de juros e amortização da dívida externa. “Este montante poderia ser investido na educação, saúde, assistência social, segurança etc”, afirma Mônica.

WhatsApp Image 2019-06-18 at 13.40.17

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Ponte Nova
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Teófilo Otoni
Uberaba
Uberlândia
Varginha