Notícias

I Fórum de Mídia Livre cobra a democratização das verbas publicitárias públicas

17 de junho de 2008

Centenas de jornalistas, acadêmicos, estudantes e profissionais da área de comunicação participaram do I Fórum de Mídia Livre, nos dias 14 e 15 de junho, no Rio de Janeiro, com o objetivo de discutir meios de democratizar a informação. Após o debate em cinco eixos temáticos, a plenária final do evento aprovou um documento com uma série de ações a serem implementadas até 2009, quando ocorrerá a segunda edição do evento. De acordo com os organizadores do Fórum, esse documento será enviado aos principais representantes dos órgãos executivos, legislativos e judiciários do país.

Um dos principais itens desse documento diz respeito à realização de uma campanha nacional pela democratização das verbas publicitárias públicas. O Fórum propõe também a revisão dos critérios e os parâmetros técnicos de mídia utilizados pela administração pública, com o objetivo de combater os fundamentos exclusivamente mercadológicos e promover outras políticas públicas de incentivo à pluralidade e à diversidade da informação.

De acordo com Renato Rovai, editor da revista Fórum e um dos organizadores do Fórum, o evento teve um papel importante no processo de organização do movimento de mídia livre, “que não é novo, mas vem ganhando mais espaço e força nos últimos anos”. Segundo ele, a democratização das verbas publicitárias públicas é fundamental para fortalecer a mídia livre. “O resultado é que as verbas acabam indo para as grandes corporações, meia dúzia de famílias que controla a mídia nacional e que abocanham cerca de 90% dessas verbas”, disse. Para Rovai, é preciso “desprivatizar” os recursos públicos. “Queremos garantir que esses recursos cheguem aos blogs, sites, jornais, portais, rádios comunitárias, entre outros, que hoje estão de fora; só assim podemos garantir a real democracia no Brasil”.

Também foi reforçada a necessidade de pressionar o governo federal para a realização de uma conferência nacional de comunicação, que contemple as esferas municipal e estadual e que se assemelhe às conferências temáticas já feitas em outras áreas. Foram definidas também a necessidade de promover estudos e debates e difundir informações referentes a temas ligados ao Fórum, como as concessões, as rádios comunitárias, a inclusão digital, a propriedade intelectual, entre outros.

Outras propostas que também surgiram no encontro foram a criação de um selo para ser colocado nos veículos que integram o movimento mídia livre, de uma rede através da internet reunindo várias experiências de comunicação alternativa e a utilização dos Pontos de Cultura, implantados pelo Ministério da Cultura, para a produção de conteúdos de mídia independente.  

O diretor do Sinpro Minas Marco Eliel também participou do evento e ressaltou a necessidade de ampliar a discussão do tema. “Atualmente, a grande mídia não contempla a real diversidade cultural e social do nosso país. Por isso, toda a sociedade deve participar desse debate, que é de extrema importância para a garantia da democracia”, avaliou o diretor.  

Na área de organização, a plenária final aprovou a realização de encontros de mídia livre em todos os estados e do Fórum de Mídia Livre latino-americano ou mundial dentro do Fórum Social Mundial de 2009, que acontecerá em Belém do Pará. Foi pré-agendada também a realização da segunda edição do Fórum no segundo semestre do ano que vem, com local e data a serem definidos. A cidade de Vitória, no Espírito Santo, foi indicada como possível cidade-sede do evento. Em breve, o Fórum divulgará a redação final de todos os pontos aprovados no encontro desse final de semana. Até o dia 25 de junho, o Manifesto da Mídia Livre também será finalizado e divulgado entre a rede de midialivristas. Com Vermelho e Agência Brasil

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Ponte Nova
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Teófilo Otoni
Uberaba
Uberlândia
Varginha