Notícias

IBS: descumprimento de direitos persiste em 2020

A Faculdade IBS vem descumprindo a CLT e CCT da categoria, no que diz respeito aos pagamentos dos salários e recolhimento do FGTS. São mais de 8 salários em atraso de todos os professores da instituição.

Foram realizadas assembleias com os professores, no final do ano de 2019, bem como reuniões com a direção na tentativa de fazer com que a instituição regularizasse toda a situação.

Porém, em total desrespeito aos professores, não houve transparência nos diálogos com a direção da instituição. Ainda na última assembleia dos professores, realizada do final do ano de 2019, os professores queriam paralisar suas atividades, mas não o fizeram única e exclusivamente com o objetivo de finalizar o semestre letivo em respeito aos estudantes.

No início de janeiro de 2020, foi convocada uma assembleia para o dia 04 de fevereiro com a finalidade de deliberações e encaminhamentos, no entanto na assembleia foi informado que a escola havia suspendido as aulas neste semestre.

Dessa forma, o Sinpro tomará todas a providências legais cabíveis em favor dos professores.

Foto: Fachada IBS/FGV do portal da IBS

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Ponte Nova
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Teófilo Otoni
Uberaba
Uberlândia
Varginha