Notícias

Instituto Educacional Batista do Barreiro descumpre direitos básicos dos professores

6 de março de 2008

O Instituto Educacional Batista do Barreiro (IEBB) descumpre direitos básicos dos professores que lecionam na instituição de ensino, como a ausência de registro na carteira de trabalho e o pagamento dos salários em desacordo com o que prevê a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT). Além disso, a escola não tem feito o depósito do FGTS e o recolhimento previdenciário, conforme determina a legislação trabalhista.   Outra irregularidade praticada pela instituição de ensino ocorreu em 2005, quando a direção rescindiu o contrato de 25 professores e os coagiu a devolver a multa rescisória, com a promessa de recontratá-los em 2006. No ano passado, a direção da escola não pagou as férias integralmente e o 13º salário foi pago apenas em fevereiro de 2008.

Para tentar solucionar as irregularidades, o Sinpro Minas solicitou uma reunião com a direção da escola, mas ainda não obteve um retorno. Diante do descaso, o sindicato vai fazer uma denúncia à Delegacia Regional do Trabalho (DRT/MG) e manterá todos os esforços para que os direitos dos professores sejam respeitados.

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Ponte Nova
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Teófilo Otoni
Uberaba
Uberlândia
Varginha