Notícias

Presidente do IBGE: descrédito no governo pode antecipar eleições

Paulo Rabello de Castro, presidente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), em entrevista ao jornal Valor Econômico, nesta quarta-feira (24) afirma que não há retomada na economia brasileira e com as denúncias contra o presidente ilegítimo Michel Temer, a situação tende a piorar.

Para ele, o cenário econômico é “muito ruim”. E a situação pode piorar por causa das denúncias que afetam diretamente a figura de Temer e seu governo, o que abala a confiança do mercado, avalia Castro.

Temer disse em março que “a inflação vai recuando em ritmo mais acelerado do que muitos previam e até mais do que eu imaginava, abaixo do teto da meta”. E sinalizou uma queda paulatina da taxa básica de juros, a Selic. Mas “insiste nas reformas trabalhista e previdenciária, destruindo os direitos da classe trabalhadora”, diz Gicélia Bitencourt, secretária da Mulher Trabalhadora da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil em São Paulo (CTB-SP).

Já o presidente do IBGE vê sinais de aprofundamento da crise e descrédito no atual governo, o que pode levar a antecipação da eleição prevista para outubro de 2018. “Diante de tamanha hecatombe não se pode mais projetar 2018 como sendo ano eleitoral. Há uma hipótese de que a eleição possa vir a ser antecipada”.

Nesta quarta-feira, mais de 150 mil pessoas marcharam em Brasília contra as reformas do “desgoverno” Temer, sob forte repressão. “As denúncias através de vazamento de áudios à imprensa deixaram o Temer ainda mais ilegítimo e a melhor solução para o país é diretas já”, afirma Bitencourt.

Fonte: Portal CTB 

Foto: Divulgação

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Montes Claros
Poços de Caldas
Sete Lagoas
Uberaba
Uberlândia