Notícias

Professores estão entre os profissionais mais vulneráveis à Covid-19, diz médico

Grande parte dos docentes tem inúmeras doenças ocasionadas pelo exercício da sala de aula, que por si só já é um espaço propício à propagação do coronavírus.

Segundo o médico Adalton N B Silva, consultado pelo Dever de Classe, os docentes estão entre os profissionais mais vulneráveis ao coronavírus. O especialista diz que muitos fatores pesam contra os educadores nessa guerra contra a pandemia, dentre os quais doenças adquiridas no exercício da sala de aula e esse próprio espaço de aglomeração em si, algo propício à disseminação da doença. Ele pondera que não aconselha volta às aulas agora e dá mais esclarecimentos, após o anúncio.

Dr, por que os professores estão entre os mais vulneráveis ao coronavírus?

Contra os mestres pesam basicamente dois fatores, aliás, três, no caso de alguns. O primeiro é que muitos adquirem ou agravam várias doenças no exercício da profissão, como problemas na garganta, doenças respiratórias, hipertensão, diabetes, dores nas costas, esgotamento físico e mental, depressão etc. Isto baixa a imunidade dos mesmos e os torna, naturalmente, muito mais frágeis nessa guerra contra a pandemia.

E o segundo e terceiro fatores?

A escolas são espaços naturais de aglomeração, e as salas de aula mais ainda. Já imaginou uma professora ou professor numa sala com 20, 30, 40 ou mais alunos? Um perigo! Se não estiverem todos muito bem protegidos, o risco de contaminação é enorme.

Um terceiro fator também importantíssimo é que muitos professores têm mais de 50 anos e já estão debilitados por causa de outras doenças. Idade e doenças preexistentes compõem um coquetel que pode ser mortal para eles, caso se contaminem com coronavírus.

O senhor acha correto retornar às aulas agora, como prega por exemplo o presidente Bolsonaro?

Acho muito arriscado. Eu não aconselharia, sobretudo porque se sabe que ainda não há vacina ou qualquer medicamento eficaz no combate à doença. Por outro lado, nossas autoridades não têm condições ou não querem adaptar as escolas para esse retorno de forma segura. É melhor todo mundo continuar em casa por enquanto.

Fonte: Portal “Dever de Classe”

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Ponte Nova
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Teófilo Otoni
Uberaba
Uberlândia
Varginha