Notícias

Quase 80% dos produtos pesquisados pelo IBGE ficaram mais caros em abril

IPCA registrou sua maior alta para o mês em 26 anos; aumento nos últimos 12 meses foi o maior em quase duas décadas

Dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na manhã da última quarta-feira (11) mostram que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), tido como a inflação oficial do país, registrou uma alta de 1,06% no mês de abril.

Outro fator que enfatiza os péssimos resultados da economia brasileira é a quantidade de produtos que observaram aumento em seus preços recentemente. Dentre os 377 itens pesquisados pelo IBGE para o levantamento, 295 ficaram mais caros durante o mês passado.

Em porcentagem, o número enfatiza que 78,25% dos itens passarem a valer mais em abril. Ainda com relação aos produtos pesquisados pelo instituto, 56 (14,85%) ficaram mais baratos e 26 (6,9%) seguiram com seus preços estáveis.

A inflação registrada em abril de 2022 foi a pior para o mês desde 1996. Apenas neste ano, o IPCA já avançou 4,29%. O acúmulo dos últimos 12 meses chegou a 12,13%, maior porcentagem para o período desde outubro de 2003, há quase 19 anos.

Fonte: UOL

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Montes Claros
Poços de Caldas
Sete Lagoas
Uberaba
Uberlândia