Notícias

Sindicato participa de Encontro Estadual de Cipas

30 de abril de 2010

Diretores do Sinpro Minas participaram, nessa quarta-feira (28/4), em Belo Horizonte, do 1º Encontro Estadual das Cipas (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes). O evento reuniu especialistas, sindicalistas, cipeiros e representantes de associações e entidades públicas, como o Ministério Público do Trabalho de Minas Gerais, para refletir sobre questões relativas à saúde e segurança do trabalhador.

O presidente do Sinpro Minas, Gilson Reis, destacou a importância do encontro e defendeu a democracia no interior das instituições, públicas e privadas, e nas relações de trabalho, para que existam condições de se debater medidas de prevenção de acidentes. A diretora regional da Fundacentro, Marta de Freitas, apresentou dados preocupantes acerca da segurança e saúde do trabalhador brasileiro. Segundo ela, em 2008 foram registrados cerca de 750 mil acidentes de trabalho no Brasil, um aumento de 13,4% em relação ao ano anterior – sendo que o setor de serviços respondeu por 50% deles.  De acordo com ela, as crises financeiras resultam em mais exploração dos trabalhadores. “Na crise econômica de 2000, houve uma redução de 14% da mão-de-obra e um aumento de aproximadamente 24% no número de acidentes”, denunciou a diretora regional. Impactos econômicos Marta de Freitas apontou ainda alguns impactos econômicos dessa realidade. “A Previdência Social gastou em 2008 quase R$ 12 bilhões com benefícios decorrentes de acidentes do trabalho. Um trabalhador com silicose [doença pulmonar resultante da exposição à poeira contendo sílica] custa aos cofres do Sistema Único de Saúde (SUS) cerca de R$ 200 mil por ano”, afirmou.  Segundo Marta de Freitas, 7 milhões de trabalhadores brasileiros estão com silicose atualmente.“Há um descumprimento sistemático da legislação trabalhista e um descompromisso com a saúde e a segurança do trabalhador”, denunciou Marta Vieira. “O Estado não pode assumir o ônus de pagar aquilo que deveria ser de responsabilidade das empresas. Esse é um debate que precisa ser feito pela sociedade”, defendeu Gilson Reis, que participou de um dos painéis do encontro.

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Ponte Nova
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Teófilo Otoni
Uberaba
Uberlândia
Varginha