Notícias

Trabalhadores do setor de transportes participam de congresso em Belo Horizonte

11 de dezembro de 2007

Trabalhadores de cerca de 25 países iniciaram, na manhã dessa segunda-feira (10), em Belo Horizonte, o 12º Congresso Mundial da União Internacional de Sindicatos de Trabalhadores em Transporte (UIS – Transporte). O evento pretende debater propostas que garantam a articulação internacional da categoria.

Durante o primeiro dia do congresso, que continua nesta terça (11), cerca de 100 delegados, representantes de diversos países, entre eles Portugal, Grécia, Nigéria, Brasil, Índia e Panamá, fizeram uma análise sobre o papel dos trabalhadores em transporte na luta pela manutenção e ampliação de direitos e conquistas. Também foram discutidos os avanços alcançados no setor em todo o mundo, bem como a conjuntura internacional. 

De acordo com o presidente da Fenametro (Federação Nacional dos Metroviários do Brasil) e um dos participantes do congresso, Wagner Fajardo, o grande objetivo do encontro é o de revitalizar o funcionamento da UIS-Transporte e garantir uma articulação internacional entre os trabalhadores em transporte, denunciando as agressões aos seus direitos. “Esse é um momento importante para os trabalhadores brasileiros compartilharem experiências com trabalhadores de vários países, além de unificar a luta contra os processos de privatização, terceirização e precarização que têm atingido o setor no mundo todo”, explica Fajardo.

Para o coordenador nacional da Corrente Sindical Classista (CSC), João Batista Lemos, a reorganização da UIS – Transporte ocorre em um momento de avanço da resistência ao projeto neoliberal em todo o mundo. Segundo ele, o setor de transportes, estratégico em qualquer país, é um dos mais atingidos por medidas neoliberais de retirada de direitos e conquistas dos trabalhadores.

O nigeriano Comrade Abdul Motajo, representante da Nuate (sigla em inglês da União Nacional dos Trabalhadores em Transporte Aéreo da Nigéria), ressaltou que, em seu país, os trabalhadores estão perdendo o emprego em decorrência da globalização e das políticas neoliberais. “Esperamos que este congresso estabeleça diretrizes para unificar a luta contra a perda dos direitos dos trabalhadores”, disse Motajo.

Celina Arêas, diretora do Sinpro Minas, também esteve presente no encontro e saudou os participantes. “Tenho certeza que este encontro vai traçar importantes rumos na luta por uma sociedade mais justa, onde todos sejam valorizados”, ressaltou Celina. Durante o congresso será eleita ainda a nova diretoria da UIS-Transporte e aprovado o estatuto da entidade.

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Ponte Nova
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Teófilo Otoni
Uberaba
Uberlândia
Varginha