Notícias

Secretária de Educação de Varginha: “Não vamos apoiar birrinha de professores”

Enviar por e-mail
Imprimir página Imprimir agora
Tamanho das letras A+ A-

“Vocês estão assistindo ao judiciário, sabe que está com dificuldade na vacina. Não tem vacina para esses professores para amanhã, depois ou daqui um mês ou dois meses. E se tivesse, falariam que não iriam voltar, que iriam esperar que as crianças fossem vacinadas. Eles vão querer se aposentar em home office. Tem que voltar, professor que não quiser, que arrume outro trabalho”.

Essa foi a afirmação da secretária de educação de Varginha, Gleicione Aparecida Dias Bagne de Souza, em reunião realizada com diretores de escolas sobre o retorno às aulas presenciais no município.

O Sinpro Minas manifesta repúdio ao pensamento da secretária que, além de desrespeitar o trabalho docente, desconsidera o momento crítico que temos passado com o avanço da pandemia. O boletim diário divulgado pela secretaria de saúde do município na última quarta-feira, 29/4, confirmou mais novos 24 casos de Covid-19, que incluem duas crianças (2 e 4 anos) e também adultos na faixa etária de 30 a 50 anos, o que confirma a expansão da nova variante do vírus, que já não se limita ao grupo de risco.  Com os novos registros, Varginha atinge a triste marca de 8.846 casos, sendo que 191 evoluíram para óbito.

A afirmação da secretária, infelizmente, reflete um pensamento equivocado sobre a postura de professores/as. “A categoria está sobrecarregada e ainda sendo acusada de não querer trabalhar. Estamos em um momento complexo, em que defender a vida é interpretado como ‘preguiça'”, lamenta a presidenta do Sinpro Minas, Valéria Morato.

Valéria ainda destaca que as escolas e muitas vezes o próprio poder público estão fechando os olhos para o risco que o ambiente escolar apresenta neste momento. “Vamos seguir afirmando que queremos sim o retorno às aulas presenciais, mas com segurança. Não fazemos “birrinha”, como afirma a secretária. Se a educação é tão essencial para a sociedade, porque não podemos reivindicar a vacinação prioritária para a categoria?”, questiona Valéria.

O Sinpro Minas segue acompanhando a eficácia e aplicação dos protocolos, mas amparado em estudos científicos, que têm revelado as limitações de medidas em um ambiente extremamente propício ao contato. Um estudo realizado por especialistas do Massachusetts Institute of Technology (MIT), publicado na última terça-feira, 27/4, pela Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos, revela que embora a distância de 1,80 m possa ajudar a prevenir a propagação de grandes gotas de saliva ou secreções que carregam o coronavírus e outros germes, ela é insuficiente para proteger as pessoas de pequenas partículas, ou seja, não impede o contágio.

“Desde o início da pandemia, nos amparamos na ciência e seguiremos na luta mantendo essa postura”, afirma Valéria. O sindicato já entrou com ação judicial contra a volta às aulas presenciais no município e tem tomado as medidas cabíveis e necessárias para que o retorno às aulas presenciais não represente uma ameaça à vida de professores/as e de toda a comunidade escolar.

Comentários (11)

  1. Os sindicatos devem se unir de todos os Estados do Brasil e acionar os direitos humanos não somos animais para sermos tratados dessa forma digo isso porque sou professora e fico indignada .Até os animais são defendidos , protegidos e respeitados e porque professor é tratado como escravos a base do chicote dos políticos.

  2. Muito triste ouvi um discurso de uma secretaria de educação, será se ela não lê os noticiários, pq ela não vai para escola e assume os alunos, querem mais uma vez fazer os professores de cobaia , sem terem ao menos uma valorização digna ....

  3. É muito triste tomar conhecimento de uma fala tão infeliz dessa criatura. Sou professora e a minha vontade é estar com meus alunos de 1°Ano na sala de aula. No ensino remoto dedico muito mais tempo e sei que os resultados não são os que espero. Essa secretária deveria fazer uma reflexão mais profunda da situação de vida ou morte. E acho que ela está no cargo errado, uma pessoa que pensa assim jamais poderia está trabalhando com vidas, principalmente de crianças. Realmente muito triste!!!

  4. Provavelmente seja a senhora que está atoa em casa e com tempo pra falar besteira, antes de falar vá fazer um estudo de campo, levante de sua zona de conforto e procure acompanhar a rotina diária de um professor. São vídeos aulas, formatação de atividades materiais de apoio e tanta coisa que mal sobra tempo pra família.O que vejo hj n em dia Sra Secretaria são professores adoecendo pela rotina exaustiva de trabalho, acompanhe vai eu te convido, a nossa correria, e não nós mande procurar outro emprego por que fazemos por amor sabe o que mais nos deixa frustrado são pessoas como a senhora que só faz com que a educação ande pra trás, conheça primeiro .

  5. Empatia, respeito e consideração pelos profissionais que ensinam e exercem um papel que vai além dos portões das escolas pois a nossa sociedade está desmantelada por essas disputas políticas que atropelam a dignidade humana. A responsabilidade de vacinar é tão importante quanto voltar as aulas pois reflete em vidas, somos vidas não estatísticas!

  6. Secretaria de Educação? Que absurdo! Não entende nada! Não é capaz de discernir o que está a sua volta! Vida de crianças, professores e familiares pra ela não importa! Professores tem que custear contas de Internet, transformando suas casas em espaço escolar, e ainda tem que ouvir esse absurdo! Ela é que tem que ficar em casa refletindo nas besteiras que anda falando! Respeite os formadores de opinião deste país!!!

  7. Como uma classe tão especial vai alcançar respeito se aqueles que mais devem respeitá-los não o faz. Que não sejamos insensíveis como a secretária de confundir birrinha com segurança às nossas crianças.

  8. Coloca ela pra dar aula.E muito cômodo ficar de boa enquanto os outros correm.riscos.As professoras sabem passar muito bem as matérias para os alunos.Minha opinião é que continue assim até o final desse ano.Chega de expor as pessoas para esse vírus maldito.Nao voltem as aulas presenciais enquanto não virem que o perigo está minúsculo.

  9. É difícil!!! Realmente, não é ela que estará à frente. Então, é muito fácil julgar e ofender a nós professores que estamos nos desdobrando....e temos ainda que ouvir este tipo de piadas. Mulher ignorante essa secretária!!! Repúdio sim a ela!

  10. Boa noite. Porque essa secretaria não vai dar aulas no lugar dos professores! Que comentário mais infeliz... professor trabalha e muito, mas a questão é que estamos em meio a uma pandemia. Pq que ninguém fala dos políticos, que são muito bem pagos e fazem corpo mole... vem falar dos professores que são super mal pagos e ainda tem que ler, ou escutar uma idiotice dessa! Faça me o favor né.... lamentável!!!!!!

  11. Boa noite. Coloca ela lá pra dar aulas para os alunos. Comentario mais infeliz!!! Professor trabalha bem mais que esses políticos, não tem nem comparação. Pelo amor de Deus... escutar isso ninguém merece!!!!!!

  12. É impressionante o descaso das autoridades com as pessoas. Por isso eles desejam amontoá-las todas em espaços diminutos, sem proteção. Verdadeiro exemplo de mais é menos, no sentido de quanto mais juntos, menos serão pra cuidarmos no futuro. E quem está atoa em casa é ela, que não trabalha na docência.

  13. Estamos trabalhando muito mais do que se possa imaginar. É um total desrespeito a fala dela. Queremos voltar sim, porém vacinados.

  14. Esta secretaria, que não tem nada a dizer e provavelmente não deve ser professora e se for é uma vergonha e que envergonha, deveria pegar uma trouxa de roupa para lavar e cuidar da familia, pois queira Deus que ninguém de sua família morra por tal ignorância e negacionismo. Ela não é digna de ocupar esta cadeira

  15. O que me assusta é o fato de pessoas fazerem comentários tão imbecis...no mínimo a família e a própria pessoa devem estar sentadas a direita do Pai....e estão certas que jamais se contaminarao c o vírus....deve ser isso....

  16. Acho impressionante como.determinadas pessoas falam asneiras ....como se elas e parentes próximos estivessem a direita de Deus e não pudessem se contaminar nunca....CUIDADO gente...quem fala demais da bom dia a cavalo.....

  17. Ceina disse em

    Sou professora, amo estar junto de meus alunos. Infelizmente voltamos as aulas presencial ,e logo foram suspensas. Para nós professores o trabalho está exaustivo, aumentaram os gastos, o tempo de trabalho, como também a insatisfação de ver a criança tentando acertar as atividades, com pouco sucesso. O que está adoecendo os professores, em excesso, são críticas absurdas de pessoas q muitas vezes, não sabe o que é estar conectado com alunos. Já que somos tão essenciais, comecem a valorizar nossa classe, estudamos constantemente para levar o conhecimento, não somos babá.

  18. É preciso ter mais respeito para com os professores. Eles estão trabalhando e muito. Tiveram que se adaptar ao trabalho remoto, deram provas de muita dedicação e comprometimento.

Deixe um comentário