Notícias

Professores da Faculdade Ciências da Vida fazem assembleia na quarta (24/11)

Enviar por e-mail
Imprimir página Imprimir agora
Tamanho das letras A+ A-

Em assembleia virtual nessa quinta-feira (18/11), professores da Faculdade Ciências da Vida, em Sete Lagoas, decidiram ampliar a mobilização da categoria, diante das irregularidades praticadas pela instituição de ensino, como atraso no pagamento de salários e falta de depósito do FGTS.

Uma nova assembleia virtual foi agendada para o dia 24 de novembro (quarta-feira), às 17 horas, quando os professores podem decidir pela paralisação das atividades por tempo indeterminado.

Os docentes rejeitaram a proposta feita pela direção da Faculdade, que previa quitar o salário de agosto e 20% do vencimento de setembro até 24 de novembro. Pela proposta, o restante do salário de setembro e o de outubro somente começariam a ser pagos a partir de fevereiro de 2022.

A categoria reivindica a quitação de todos os atrasados até 24 de novembro, o pagamento em dia dos demais salários e a regularização do depósito do FGTS.

Na assembleia, os professores relataram os diversos problemas que o atraso de seus salários tem acarretado em suas vidas e se informaram sobre as ações judiciais que podem ser encaminhadas diante da situação.

Para o Sinpro Minas, a mobilização dos professores será fundamental para pressionar a instituição de ensino a regularizar todas as pendências. “O sindicato está à disposição dos professores e não vai medir esforços para defender os direitos da categoria. Esperamos que a Faculdade cumpra suas obrigações trabalhistas, regularize as pendências o quanto antes e valorize os seus docentes, que tanto se dedicam para garantir a qualidade do ensino”, disse Valéria Morato, presidenta do Sinpro Minas.

Comentários (0)

  1. Excelente divulgação!!! Revoltante o desrespeito aos professores que já entregaram seu trabalho e estão há 2 meses sem salário!!!!

  2. Parabéns ao SinPro, pela atuação neste momento tão difícil para os professores!

Deixe um comentário