Notícias

MEC diz que pode suspender Enem em 2021 por falta de dinheiro

Cortes orçamentários previstos para o ano que vem podem motivar cancelamento do exame, diz documento
O Ministério da Educação (MEC) alertou que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) pode ser suspenso em 2021 por falta de dinheiro. Em um ofício ao Ministério da Economia, a pasta atribuiu a suspensão a um corte de 4,2 bilhões de reais no orçamento da Educação no ano que vem. A informação foi divulgada pelo jornal O Estado de S. Paulo.
Segundo o veículo, o ministro Abraham Weintraub, solicitou a inclusão de 6,9 bilhões de reais no orçamento. A proposta deve ser analisada pela pasta comandada por Paulo Guedes. O projeto orçamentário deve ser enviado ao Congresso Nacional até 31 de agosto de 2020.
A estimativa é de que o orçamento caia de 22,9 bilhões, em 2020, para 18,7 bilhões em 2021, uma queda de 18% nas despesas discricionárias. Em nota técnica, o subsecretário de Planejamento e Orçamento do MEC, Adalton de Rocha Matos, também cita o risco de suspensão na concessão de bolsas de pesquisa na Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e no Programa Universidade para Todos (Prouni).
“Ressalta-se que, dentre os programas que correm risco de não serem continuados, encontra-se o consagrado Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), e soma-se a esse prejuízo o fechamento de cursos, campi e possivelmente instituições inteiras, comprometendo a educação superior e a educação profissional e tecnológica, mantidos com a política de custeio de universidades e institutos”, diz o documento.
Fonte: Carta Capital

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Ponte Nova
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Teófilo Otoni
Uberaba
Uberlândia
Varginha