Notícias

30 de março: Dia de Mobilização e Lutas em Defesa do Emprego e dos Direitos Sociais

11 de março de 2009

Reunidos em Brasília na terça-feira (10), representantes das centrais sindicais decidiram convocar para 30 de março o Dia de Mobilização e Lutas em Defesa do Emprego e dos Direitos Sociais fortemente ameaçados pela reação dos capitalistas à recessão exportada pelos Estados Unidos. Participaram da reunião lideranças da CTB, Força Sindical, Nova Central, UGT e CGTB. A CUT não compareceu, mas dirigentes daquela central assumiram o compromisso de marchar juntos com as demais centrais no dia 30, abandonando a idéia de uma manifestação exclusiva no dia 27.O secretário adjunto de Relações Internacionais da CTB, João Batista Lemos, elogiou o resultado da reunião, afirmando que “o fundamental, para nós, é a unidade do movimento sindical e isto foi garantido. Agora devemos trabalhar em conjunto para garantir grandes atos públicos em todo o país. Neste sentido, outra decisão importante foi a de realizar uma reunião ampla para preparar o Dia 30, com lideranças dos movimentos sociais (MST, UNE, Conam, entre outras) e da sociedade civil (OAB, ABI, CNBB). Consideramos conveniente ampliar ainda mais, convocando os partidos políticos, parlamentares e governantes, pois os efeitos da crise, dos quais o mais dramático é o desemprego em massa, afetam o conjunto da sociedade”, agregou.Protagonismo da CTBBatista explicou que a reunião das centrais em Brasília “foi em boa medida provocada pela CTB. Na condição de uma central filiada à FSM (Federação Sindical Mundial) havíamos assumido o compromisso de participar do 1º de Abril, convocado pela FSM, em resposta à crise, como o Dia Internacional de Luta pelos Direitos dos Trabalhadores e contra a Exploração. Trabalhamos, contudo, para unificar o movimento sindical na luta de classes em defesa dos trabalhadores e trabalhadoras, o que vai possibilitar uma resposta mais contundente à crise. Por isto”, acrescentou, “também concordamos em antecipar a data da manifestação e conseguimos, em conjunto com as demais centrais, unificar todo o movimento sindical em torno do dia 30 de março, o que está dentro do espírito da convocação feita pela FSM”.O dia da reunião com os movimentos sociais e a sociedade civil ainda será definido pelas centrais. As bandeiras unitárias das centrais compreendem a mudança da política econômica, com redução substancial dos juros, fim do superávit primário, ampliação dos gastos e investimentos públicos, condicionamento dos benefícios concedidos pelos governos às empresas à manutenção do nível de emprego, redução da jornada mas sem redução de salários, entre outras.Os sindicalistas pretendem realizar uma jornada unitária em defesa do emprego e pelo desenvolvimento com valorização do trabalho como resposta da classe trabalhadora à crise. Na opinião de João Batista Lemos “devemos caminhar juntos nesta jornada que, em nosso entendimento, deve e pode desembocar num 1º de Maio unitário em todo o Brasil. A crise é grave, dá sinais de aprofundamento também no Brasil, e demanda a mais estreita unidade da classe trabalhadora e seus representantes para impedir que o ônus da crise seja jogado sobre as costas do nosso povo. É o capitalismo que está em crise, a crise é da exclusiva responsabilidade dos grandes capitalistas, sobretudo do ramo financeiro. Para que se faça justiça nesta história, eles devem arcar com os prejuízos e não socializá-los, preservando os próprios lucros, como vem ocorrendo até agora. Para que a justiça prevaleça será preciso muita unidade e luta”.
 
Fonte: Portal CTB

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Uberaba
Uberlândia
Varginha