Notícias

Artigo: 4 anos de Lava-jato – quem lucrou com a operação?

19 de março de 2018

Glorificada pela grande mídia e por setores pouco informados da nossa sociedade, a operação Lava Jato, comandada de Curitiba pelo juiz Sergio Moro, completa 4 anos neste sábado, 17, despertando polêmicas e muitas dúvidas. Quem, afinal, lucrou com a operação, que nos foi vendida por seus protagonistas como uma cruzada exemplar e implacável contra a corrupção?

Leia também: Rastro de destruição: Operação Lava Jato põe fim a 740 mil postos de trabalho em todo o país 

                                                                 O autoritarismo da Lava Jato e a conivência da mídia, segundo dois de seus opositores, assista!

Ao longo desses quatro anos assistimos à desmoralização e falência de grandes empreiteiras responsáveis pelo desenvolvimento da engenharia nacional, com substancial prejuízo de seus negócios no exterior, o que obviamente favoreceu os interesses das concorrentes internacionais, sobretudo dos EUA.

Foram destruídos cerca de 3 milhões de postos de trabalho nas indústrias da construção civil, petróleo e naval. Economistas estimam que a operação tenha contribuído decisivamente, em pelo menos 2%, para a recessão de 2015-2016, que se revelou a maior da história do país. A Petrobras foi enfraquecida. A nação ficou no prejuízo.

O pretexto do combate à corrupção pavimentou o caminho para o golpe de Estado que afastou Dilma Rousseff da Presidência e pode excluir Lula da corrida presidencial. Na realidade, a cruzada contra a corrupção resultou numa cleptocracia (governo de ladrões) sob a liderança do quadrilheiro Temer, que faz o jogo das multinacionais, dos banqueiros e grandes capitalistas e ataca sem piedade os direitos e interesses da classe trabalhadora.

O balanço objetivo dos fatos sugere que quem mais lucrou com a Lava-Jato foi Washington. Não é demais lembrar que o juiz Sergio Moro, que tenciona morar nos EUA, foi instruído pelos serviços de Inteligência e o Departamento de Estado americano. Isto explica muita coisa.

Umberto Martins – Portal CTB

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Eventos
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Uberaba
Uberlândia
Varginha