Notícias

Categoria rejeita contraproposta patronal

30 de março de 2017

Professores da rede privada de ensino de Belo Horizonte e região fizeram assembleia da campanha reivindicatória, nessa quinta-feira (29/3).

Eles recusaram a contraproposta patronal, que apresenta mudanças prejudiciais para a categoria em pontos da Convenção coletiva de Trabalho (CCT), como as cláusulas de remuneração mensal, garantia de salários, definição e duração das aulas e folgas e recessos durante o ano letivo.

Os donos de escolas também não apresentaram proposta sobre o reajuste salarial da categoria e propuseram alteração nas férias coletivas.

Na assembleia, os professores reafirmaram a pauta de reivindicações entregue no final do ano passado, que prevê, entre outros itens, unificação dos pisos, adicional extraclasse de 33% e ganho real de 3%.

O Sinpro Minas vai entrar com protesto judicial para garantir a data-base. Com isso, a assinatura da CCT será retroativa a 1º de abril.

Os professores também decidiram por uma paralisação, pois não vão aceitar retirada de direitos. A diretoria do Sinpro Minas ressaltou que a mobilização da categoria é fundamental para garantir avanços nas negociações.

“Os professores continuarão mobilizados, pois não aceitaremos precarização dos direitos por parte dos donos de escolas. E estaremos novamente amanhã, dia 31, nas ruas de Belo Horizonte e do Brasil inteiro, em um ato que será um esquenta para a greve geral, no dia 28 de abril. Vamos dialogar com a sociedade e mostrar que este governo está querendo rasgar a CLT e a Constituição e acabar com nossos direitos previdenciários”, ressaltou a presidenta do Sinpro Minas, Valéria Morato.

#resistirparaavançar!

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Ponte Nova
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Teófilo Otoni
Uberaba
Uberlândia
Varginha