Notícias

Comunicado dos professores demitidos no Unitri Uberlândia

31 de julho de 2019

A exemplo do que fizeram nossos colegas de BH, a integralidade dos professores dispensados pelo Centro Universitário do Triângulo (UNITRI), em Uberlândia, nesse mês de julho, informa à comunidade que foi surpreendida, na quinta-feira (25), com o não pagamento da verba rescisória devida pelo término da relação empregatícia com a instituição, incluindo os depósitos do FGTS que sequer foram efetuados ao longo de nossa relação de trabalho com a UNITRI.

Registramos que se trata de uma obrigação legal. O pagamento seria feito no prazo de dez dias, a contar do dia 15 de julho, ocasião em que assinamos o aviso prévio. Porém, absolutamente nada foi pago. Sequer as homologações no sindicato foram marcadas, impossibilitando, inclusive, o saque do FGTS (disponível em conta vinculada) e o recebimento da guia para entrada de seguro desemprego.

Informamos que tal postura é inaceitável e que cada um dos dispensados não medirá esforços para levar ao conhecimento de todos o absurdo desta situação. Tornaremos público e de conhecimento geral que a UNITRI não possui qualquer compromisso com princípios básicos de civilidade, honestidade e probidade, não tendo as mínimas condições de permanecer como instituição de ensino e com as portas abertas.

Você, aluno que está iniciando o seu curso, ou mesmo aqueles que estão retornando, devem ter conhecimento que essa instituição é descumpridora de seus deveres trabalhistas e previdenciários e que, um dia, não se sabe se hoje, amanhã ou depois, isso se tornará insustentável.

Você, professor ou funcionário, recém-contratado ou não, saiba que o seu empregador não cumpriu com este grupo quaisquer das obrigações que ele também possui com você. Inclusive está propondo salários abaixo do piso estipulado em Convenção Coletivo de Trabalho. Saiba que nós somos você, amanhã.

Somos mais de 70 vozes que literalmente espalharão por todos os cantos de que forma a UNITRI trata os seus compromissos. Não descansaremos enquanto cada um dos dispensados não receber a integralidade do que é devido.

Coletivo de professores demitidos em Uberlândia

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Ponte Nova
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Teófilo Otoni
Uberaba
Uberlândia
Varginha