Notícias

Congresso Nacional da CTB fortalece movimento sindical

18 de agosto de 2017

A Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), realizará seu 4º Congresso Nacional, entre 24 e 26 de agosto, em Salvador. Para o presidente da CTB Bahia, Pascoal Carneiro, “será um momento de promoção de um rico e amplo debate político num momento em que enfrentamos essas reformas e ataques para enfraquecer o movimento sindical. A animação dos delegados e delegadas vai repercutir na política, fundamental para o crescimento e existência da CTB. Por isso, não tenho dúvida que será o melhor Congresso da CTB”, afirmou o dirigente.

Realizado pela primeira vez na Bahia, o evento acontece comemora também os 10 anos da Central, que hoje representa mais de 1.200 entidades e 10 milhões de trabalhadores.

Para Carneiro, a escolha da cidade sede do evento é o reconhecimento do esforço da contribuição da Bahia à CTB desde a sua fundação. Ao todo, o Congresso reunirá mais de 1,2 mil sindicalistas de todo o mundo, 350 da Bahia.

“A CTB Bahia é a maior seção estadual da Central, com 40% de participação. Por isso a escolha do Estado para fazer o Congresso. É a primeira vez que uma central sindical busca o Nordeste para fazer o evento. A CTB respeita as diferenças de todas as regiões do país, mas os direitos são iguais para todos. Isso faz com que a CTB tenha política no país todo e tenha seção em todos os estados da Federação. Estamos nos preparando para que todos participem, tenham voz e voto, que é a nossa importância”, afirmou Pascoal Carneiro.

Para o Seminário Internacional e o Congresso Nacional, a CTB preparou uma ampla programação, com ricos debates durante os três dias. O atual cenário político e econômico do país e os prejuízos que a agenda neoliberal do governo de Michel Temer impõe aos brasileiros e brasileiras, ganharam destaque, assim como as reformas trabalhista e previdenciária.

Para o presidente nacional, Adilson Araújo, muito já foi feito, mas ainda há um longo caminho a ser percorrido. “Os efeitos do golpe batem à nossa porta e precisamos ter tática e estratégia para enfrentarmos essa nova etapa. O 4º Congresso será o momento de passar em revista e de pensar uma ação mais planejada, que fortaleça a CTB e o movimento sindical no Brasil. Entendemos que a melhor alternativa para a CTB e o conjunto da classe trabalhadora é caminhar unida, para garantir o enfrentamento da agenda regressiva, barrar o retrocesso liderado hoje por Michel Temer e construir caminhos para a retomada dos direitos subtraídos”, concluiu o presidente da CTB.

Um dos fundadores da CTB, Adilson Araújo é baiano de coração e dirigente do Sindicato dos Bancários da Bahia. Primeiro presidente da estadual baiana, Adilson ocupou o cargo entre 2008 e 2013, sendo sucedido pelo metalúrgico Aurino Pedreira.

adilson-ctb-15m33

Confira a programação detalhada:

4º Congresso Nacional da CTB e Seminário Internacional “A crise econômica Global e o mundo do trabalho”

24 de agosto – Quinta-feira

08h30 – Credenciamento Delegados e Delegadas Nacionais e Internacionais

1ª MESA – 09:30 – “Globalização, direitos e democracia”

Expositor: Embaixador Celso Amorim

10:15 – Participação do plenário

11:45 – Considerações finais do expositor

12:15 – Intervalo para almoço

2ª MESA -14:00- “A crise capitalista e os impactos no mundo do trabalho”

Expositores:

1. Mzwandile Michael Makwayiba – Federação Sindical Mundial

A classe trabalhadora está pagando o ônus da crise

2. Sérgio Barroso – Fundação Maurício Grabois

A quarta revolução industrial e os desafios do sindicalismo

3. Augusto Praça – CGTP-IN (Portugal)

A quarta revolução industrial e o futuro do trabalho

4. Peter Poschen – OIT Brasil:

A crise e o mercado de trabalho

15:20 – Participação do plenário

16:50 – Considerações finais dos expositores

17:20 – Encerramento

18h30 – Abertura Oficial do 4º Congresso Nacional da CTB

19h00 – Apresentação do Documento do 4º Congresso

20h00 – Sessão Solene de Abertura

25 de agosto – Sexta-feira

08h30 – Credenciamento de Delegados Nacionais

09h00 – Painel: SIGNOS E SIGNIFICADOS DA CONSTRUÇÃO DA CTB

10h00 – Intervenção do plenário

11h00 – Painel: A LUTA EMANCIPACIONISTA E O TRABALHO

12h00 – Intervenção do plenário

13h00 – Almoço

14h00 – Encerramento do credenciamento

14h00 – Intervenção do plenário

15h00 – Painel: AS CONTRARREFORMAS E OS DESAFIOS DO MOVIMENTO SINDICAL

16h30 – Intervenção do plenário

20h00 – Encerramento dos trabalhos

20h15 – Lançamento do Livro: “O Golpe do Capital contra o Trabalho – Umberto Martins

20h30 – Jantar

26 de agosto – Sábado

09h00 – Resolução sobre Estatuto e Resolução sobre Finanças

10h00 – Intervenção do plenário

11h00 – Apresentação do Balanço da CTB

11h30 – Intervenção do plenário

12h30 – Apresentação do Plano de Lutas

12h50 – Intervenção do plenário

13h30 – Almoço

14h30 – Abertura do processo eleitoral: inscrição de chapas

15h30 – Encerramento do prazo de inscrição de chapas

16h00 – Apresentação e defesa de chapa e do Programa da CTB (2017/2021)

16h30 – Eleição e posse da Nova Direção

21h00 – Festa de Confraternização

Fonte: Portal CTB

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Ponte Nova
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Teófilo Otoni
Uberaba
Uberlândia
Varginha