Notícias

Contee repudia PL que propõe volta às aulas presenciais 

19 de abril de 2021

O coordenador-geral da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino – Contee e diretor do Sinpro Minas, Gilson Reis, manifestou repúdio ao Projeto de Lei 5595/2020, de autoria das deputadas federais Paula Belmonte (Cidadania-DF), Adriana Ventura (Novo-SP) e Aline Sleutjes (PSL-PR), que propõe tornar a Educação como serviço essencial, abrindo brecha para o retorno presencial às aulas.

“Ao contrário dos deputados e deputadas estarem preocupados em como expandir a educação, garantir internet para os alunos, estrutura, condições de vida, principalmente para a população mais pobre, que precisa da assistência do Estado, os deputados estão preocupados em atender aos interesses do capital”, afirma Gilson Reis.

Gilson ainda defende uma educação que garanta qualidade, ciência, tecnologia, pesquisa e desenvolvimento do nosso país. “O direito à Educação tem que ser associado ao direito à vida e o direito à saúde, irmãs siamesas da Educação”, ressalta.

Gilson ainda explica que, na prática, além de dar assistência ao setor empresarial, querem transformar a educação em um setor essencial para garantir que não haja greves, questionamentos, mobilizações, porque categorias essenciais têm suas limitações previstas em lei.

Por fim, reivindica que a Comissão de Educação abra esse debate com a sociedade brasileira, já que se trata de um tema tão importante em um momento complexo, como o que estamos vivendo.


 

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Uberaba
Uberlândia
Varginha