Notícias

Contra o feminicídio, argentinas organizam greve geral de mulheres

A mobilização irá acontecer simultaneamente no Uruguai, México, Bolívia, Chile, Nicarágua, Honduras, Porto Rico e Paris
O movimento feminista Ni Una Menos, da Argentina, convocou todas as mulheres do país a fazer uma paralisação geral nesta quarta-feira (19) contra o feminicídio.
O ato teve como pano de fundo o aumento de casos de violência contra mulheres no país durante os últimos dias. Uma garota de 16 anos, Lucia Perez, foi estuprada e assassinada em Mar Del Plata, uma mãe assassinou sua filha lésbica, duas jovens foram esfaqueadas em Buenos Aires e um ato de encerramento do Encontro Nacional de Mulheres, em Rosário, foi duramente reprimido pela polícia.
A mobilização acontecerá simultaneamente no Uruguai, México, Bolívia, Chile, Nicarágua, Honduras, Porto Rico e Paris.
A paralisação está marcada para iniciar às 13h e, às 17h, haverá uma manifestação em Buenos Aires com concentração no Obelisco. A partir dali as mulheres devem seguir em marcha até a Plaza de Mayo.
 
Fonte: Revista Fórum

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Ponte Nova
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Teófilo Otoni
Uberaba
Uberlândia
Varginha