Notícias

Dia da Consciência Negra é lembrado em todo o Brasil

20 de novembro de 2009

20 de novembro é o Dia da Consciência Negra. Essa é uma data para a reflexão do povo brasileiro sobre o período da escravidão, quando a população negra sofreu inúmeras injustiças. Às custas do seu sofrimento nas senzalas, nos campos e nas cidades, foi erguido tudo o que havia no Brasil daquela época. Os negros resistiram de diversas formas, nas muitas revoltas, fugas e com a formação de quilombos em várias partes do País. Assim, surgiu o Quilombo dos Palmares e o seu sonho de liberdade, que teve como principal líder Zumbi.Zumbi foi morto em 20 de novembro de 1695, e seu corpo foi exibido em praça pública para semear o medo entre os escravos e impedir novas revoltas e fugas. Mas o efeito foi oposto, despertando em muitos a consciência de que era preciso lutar contra a escravidão e as desigualdades, como Zumbi ousou fazer.Desde a abolição da escravatura, que aconteceu em 1888, o Brasil mudou e hoje é uma das maiores economias do mundo. No entanto, os negros continuam em situação de desigualdade, ocupando as funções menos qualificadas no mercado de trabalho, sem acesso às terras ancestralmente ocupadas no campo, e na condição de maiores agentes e vítimas da violência nas periferias das grandes cidades. Portanto, essa luta, inspirada em Zumbi e em outros negros que tombaram ao longo do caminho, precisava continuar.Mais de 750 municípios decretaram feriado em 20/11Desde 1995, anualmente, a memória deste herói nacional é recordada em 20 de novembro, com a instituição do Dia da Consciência Negra, como forma de reafirmar o compromisso de cada brasileiro com a construção de uma sociedade na qual todos tenham não apenas a igualdade formal dos direitos, mas a igualdade real das oportunidades. Neste ano, será feriado municipal em mais de 750 municípios. A adesão ao feriado ou instituição de ponto facultativo no Dia Nacional da Consciência Negra é decisão legal de cada município.Para marcar a data, o Governo Federal, por meio da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR), promove uma série de atividades em todo o país. A principal delas ocorre em Salvador (BA).Em ato público na Praça Castro Alves, devem ser assinados 29 decretos para a titulação de comunidades de quilombos de 13 estados. Também será lançado o Selo Quilombola, marca que será atribuída aos produtos artesanais criados por comunidades de remanescentes de quilombos de todo o país como forma de agregar identidade cultural e valor econômico a essa produção.Fonte: Comunicação Social da SEPPIR /PR, com CONTEE

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Eventos
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Uberaba
Uberlândia
Varginha