Notícias

Diretora do Sinpro Minas é vencedora em concurso de poesia

4 de novembro de 2011

A diretora do Sinpro Minas Rossana Spacek, professora em Uberlândia, foi a primeira colocada na categoria poesia do V Concurso Crônica & Literatura: Prêmio Literário Ferreira Gullar, que contou com participantes de diversas cidades brasileiras, inclusive de outros países.

 

O concurso é realizado em parceria com o programa cultural Assis e Assado da Editora Ltda. A quinta edição trouxe como tema ‘O Medo’- “Que a força do medo que eu tenho, não me impeça de ver o que anseio”. O tema foi desenvolvido nas categorias poesia e crônica e literatura.

 

Os 19 melhores textos classificados na categoria crônica; e os 21 textos classificados na categoria poesia, além dos melhores textos literários devem ser publicados na antologia ‘Emoção Repentina’. O lançamento está programado para ocorrer em fevereiro de 2012.

 

CONSUMIÇÃO

            Rossana Spacek

 

O medo, esse destruidor de sonho e vida,

Que nos arremessa a um vazio torturante

De uma alma presa em solitária pungente

Aniquila o canto dos anjos e as asas dos pássaros que,

Ao bater suavemente, nos assusta e consome

Remete nossos desejos a um exílio irreversível

Para o qual vamos caminhando aos tropeços

Os sons, a luz, as cores apenas suportam

O brilho, mergulhados em névoa densa de dores dilacerantes.

 

A queda d’água na cachoeira,

Como na literatura quixoteana,

É comparada aos monstros dos moinhos

Que nos vão consumir até a morte.

Nada mais nos resta se não as sombras

Num vale escuro e assustador.

 

No fim da jornada, uma mão é estendida

E, em silêncio, parecemos ser salvos do turbilhão confuso da mente.

Aos poucos, os anjos que nos amedrontavam

Entoam cantos gregorianos.

O coração apaziguado tem lampejos de felicidade

Os olhos descobrem novas cores

Os ouvidos ouvem novos sons

E o corpo, esse estremece ao sentir o toque na pele.

É a coragem a tomá-lo por inteiro.

É a sequência de fantasmas a caminhar porta afora.

É a ferida sendo cicatrizada quando,

De repente, ouvimos os gritos a invadir a calma.

São as incertezas do destino e a lentidão dos acontecimentos

a vaguear pelos escombros.

 

O medo, esse destruidor de sonho e vida,

Nos abate,

Nos domina,

Nos acorrenta.

Cessa o combate…

Estamos entregues.

 

(25/03/2011)

1º lugar no concurso de crônicas e poesias Ferreira Gullar-Uberlândia

 

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Eventos
Geral
Mundo
Opinião
Opinião Sinpro Minas
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Uberaba
Uberlândia
Varginha