Notícias

Diretoria do Sinpro debate conjuntura política e campanha reivindicatória

2 de março de 2015

A diretoria do Sinpro Minas se reuniu no último fim de semana para discutir a conjuntura política, econômica e social do país, com o intuito de nortear as ações da categoria durante o primeiro semestre. A Campanha Reivindicatória 2015 também esteve em debate. A direção da entidade traçou as estratégias de mobilização para enfrentar as negociações com o patronal.

O secretário de Relações Internacionais da CTB, José Divanilton Pereira, falou sobre a crise da Petrobras e seus desdobramentos na governabilidade do país. Para ele, os culpados devem ser punidos, mas a corrupção efetuada por algumas pessoas não deve servir de ensejo para a privatização e desmonte da estatal brasileira. “Precisamos defender a Petrobras, pois a empresa é um dos pilares para o desenvolvimento social e a soberania do país”, frisou.

O contexto educacional também foi debatido durante o encontro. A coordenadora da Secretaria de Assuntos Educacionais da Contee, Adércia Hostin foi convidada para esclarecer quais são os impactos das mudanças nas regras do FIES para as universidades privadas. Segundo a especialista, as normas provocam um ajuste na forma de correção das mensalidades, permitindo que o Governo Federal tenha mais controle sobre o montante que será investido a cada ano. “As mudanças são positivas. Vão possibilitar que mais pessoas sejam beneficiadas com esse mecanismo de financiamento da educação privada”, afirmou.

Segundo ela, as novas medidas do governo relativas ao FIES representam um tipo de regulamentação sobre o ensino privado e destaca que essas instituições se beneficiam muito com os programas que facilitam a entrada de mais alunos no ensino superior.

De acordo com o presidente do Sinpro Minas, Gilson Reis, esse será um ano de muita luta e os professores precisam estar antenados sobre o que acontece ao seu redor. De acordo com ele, as negociações com os donos de escolas já começaram e o sindicato vai levar para a mesa o sentimento da categoria. “Apesar de um contexto econômico e político bem complexo, vamos sempre semear a ideia de avanço quando se trata da garantia dos direitos dos professores da rede privada e da melhoria na qualidade do ensino”, enfatiza.

Acompanhe as negociações por região

MG
Os professores se reúnem no dia 7 de março, às 14 horas, para assembleia da campanha reivindicatória 2015, que será realizada na sede do Sinpro Minas (Rua Jaime Gomes, 198, Floresta-BH). No dia 25/02, houve a primeira reunião de negociação com o Sinep/MG e a próxima será no dia 3/03. A data-base é 1º de abril.

Sudeste
Somente as cláusulas econômicas precisam ser negociadas. Na primeira reunião, os representantes do patronal falaram em reajuste abaixo do INPC. As próximas reuniões acontecem nos dias 6 e 17 de março e a data-base foi prorrogada para 31/03.
Triângulo
Estão acontecendo reuniões desde janeiro, ainda sem uma proposta concreta sobre a pauta de reivindicação.

Nordeste
Com data-base em 1º de fevereiro, ainda não há proposta de acordo. Foram realizadas três reuniões. O patronal apresentou o índice de 6,5%, que sequer possibilita a recomposição salarial pela inflação. A próxima reunião vai acontecer em 12/03. Só as cláusulas econômicas precisam ser negociadas, mas o Sinpro Minas está debatendo outras reivindicações. No dia 7 de março, haverá assembleia de professores em Governador Valadares.

Idiomas
O dissídio coletivo 2014 foi arquivado por falta de comum acordo. A data-base para a campanha 2015 é 1º de maio.

Poços de Caldas
Houve reuniões com o patronal, com a discussão sobre o aumento do adicional extraclasse, mas não há propostas concretas.

Norte de Minas
Somente as cláusulas econômicas estão em negociação. O patronal argumenta dificuldades das escolas em função das mudanças no Fies. Uma assembleia de professores está marcada para o dia 9/03, às 17 horas, na sede do sindicato.

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Uberaba
Uberlândia
Varginha