Notícias

Diretoria faz reunião geral para planejar atividades de 2014

9 de dezembro de 2013

A diretoria do Sinpro Minas se reuniu nos dias 7 e 8 de dezembro, na sede do sindicato em Belo Horizonte, para discutir o planejamento das atividades em 2014 e fazer um balanço das ações neste ano.

A reunião começou com debate sobre a conjuntura política e econômica no país e no mundo. A diretora Celina Arêas falou de questões que envolvem os trabalhadores no cenário político. “Precisamos reafirmar as nossas estratégias e massificar as resoluções debatidas pelos trabalhadores na Conclat [Conferência Nacional da Classe Trabalhadora] dentro do projeto de país que queremos”, afirmou.

A Conclat foi um grande encontro da classe trabalhadora, em 2010, que reuniu cerca de 30 mil pessoas, em São Paulo, e aprovou uma agenda de reivindicações, entre elas redução da jornada de trabalho, extinção do fator previdenciário, valorização do salário mínimo, ratificação das Convenções 151 e 158 da OIT e reforma agrária (clique aqui e saiba mais). 

O diretor Carlos Magno também analisou a conjuntura socioeconômica atual e disse que os trabalhadores precisam ter consciência de que a sociedade está sob a lógica capitalista. “É preciso ampliar o trabalho de base, entendendo que nossas lutas têm reflexos políticos. Trabalhamos contra uma máquina que oprime, mas, se tivermos consciência disso, podemos mudar essa realidade”, ressaltou.

Reunidos em oito grupos de trabalho, os diretores discutiram e aprovaram propostas de ações nas áreas sindical, jurídica, cultural, educacional, de gênero e etnia, de comunicação, de aposentados e de formação. Segundo Carlos Magno, o planejamento das atividades é fundamental para enfrentar o atual quadro de mercantilização da educação no país. “O centro da nossa atividade sindical hoje se fundamenta nas grandes transformações pelas quais a rede privada de ensino passa em Minas e no país. Isso demanda por parte do sindicato o planejamento de suas atividades”, declarou.

Durante a reunião, o professor Aerton Silva propôs um minuto de silêncio em homenagem ao líder sul-africano Nelson Mandela, que faleceu aos 95 anos, deixando um legado não só para as lutas raciais, mas para transformações sociais em todo o mundo.

Campanha reivindicatóriaA diretoria também discutiu a campanha reivindicatória 2014 durante a reunião, quando foi apresentado o mote que será utilizado na mobilização da categoria. “Nossa expectativa é de que em 2014 tenhamos uma campanha participativa e vitoriosa, não só do ponto de vista salarial e de melhores condições de trabalho, mas também na luta por uma sociedade melhor, mais justa e humana”, afirmou Celina Arêas.

Aprovada pela categoria em assembleia, em novembro, a pauta de reivindicações prevê, entre outros pontos, equiparação do piso da educação básica, unificação do piso da educação superior (BH/Interior), elevação do adicional extraclasse de 20% para 1/3 da jornada e ganho real (INPC + 3% de aumento real + PIB) (clique aqui e saiba mais).

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Uberaba
Uberlândia
Varginha