Notícias

Entidades repudiam declaração do presidente Bolsonaro sobre manifestações

As entidades que subscrevem esta nota repudiam, de forma veemente, as declarações do presidente Bolsonaro acerca das manifestações no país nessa quarta-feira, 15 de maio.

Ao ser questionado sobre os atos que estavam sendo feitos em todo o Brasil a favor da educação pública e do direito a uma aposentadoria digna, Bolsonaro disse que os manifestantes são “idiotas úteis” e “imbecis”.

Trata-se de uma postura arrogante, autoritária, típica de quem não sabe conviver com críticas e incompatível com o cargo que ocupa.

Ao tentar desqualificar de forma grosseira esta que foi uma das maiores manifestações de rua da história recente do Brasil, a autoridade máxima do país demonstra mais uma vez despreparo, desprezo pelo convívio com as diferenças e incapacidade de diálogo, algo fundamental para para o avanço das democracias.

Revela, ainda, a equivocada atitude de considerar como inimigos todos aqueles que manifestam opiniões contrárias.

As ruas do país, tomadas por milhões de estudantes, professores, pesquisadores e trabalhadores neste histórico 15 de maio, sinalizaram de forma inequívoca a insatisfação crescente da sociedade com o atual governo, cuja prioridade tem sido o desmonte das políticas públicas.

É o futuro do Brasil que está em jogo, já que tanto os cortes na educação quanto a atual proposta de reforma da Previdência comprometem sobremaneira as próximas gerações e o desenvolvimento soberano do país.

Dessa forma, reiteramos o nosso forte repúdio a mais essa atitude do atual presidente da República, com a certeza de que saímos das ruas nessa quinta-feira ainda mais revigorados, com maior disposição para a luta por um país mais justo, democrático e com valorização dos trabalhadores e de uma educação pública, gratuita, de qualidade, para todos e socialmente referenciada.

Aproveitamos para convocar nossas categorias bem como toda a classe trabalhadora mineira a nos somarmos à Greve Geral Nacional que vai parar o país em 14 de junho contra a reforma da Previdência. Estaremos mais uma vez nas ruas em todo estado para repudiar a retirada de direitos e os ataques aos trabalhadores brasileiros.

Sindicato dos Professores do Estado de Minas Gerais – Sinpro Minas (CTB Minas)

Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação – SindUTE/MG (CUT MG)

Sindicato dos Trabalhadores em Educação da Rede Pública Municipal de Belo Horizonte – SindRede/BH (CSP-Conlutas)

Associação dos Docentes da PUC Minas – AdPUC

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Ponte Nova
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Teófilo Otoni
Uberaba
Uberlândia
Varginha