Notícias

Impasse com o Sinep/MG pode levar categoria à greve

28 de maio de 2013

Em reunião, nesta terça-feira (28/05), entre as comissões de negociação do Sinpro Minas e do Sinep/MG, o sindicato patronal manteve a proposta apresentada na reunião anterior que prevê um reajuste salarial de 7,72%, ou seja, a recomposição pelo INPC (7,22%) mais 0,5% de aumento real. O Sinep/MG também quer a retirada de direitos que constam na atual Convenção Coletiva de Trabalho dos professores. A comissão de negociação do Sinpro Minas rejeitou a proposta por avaliar que ela é prejudicial aos trabalhadores e não atende aos anseios da categoria.

O patronal quer a retirada de 30 dias do período de garantia de salário no segundo semestre, que passaria de 120 dias para 90 dias, mesmo período do primeiro semestre. Também propõe a redução da multa por descumprimentos da CCT, que de 10% passaria para 2%. Além disso, quer a alteração da cláusula sobre o adicional por tempo de serviço, de modo que os professores demitidos perderiam o adicional em caso de readmissão, ou seja, teriam que recomeçar do zero.

Em face dessa proposta, estabeleceu-se um impasse nas negociações. A diretoria do Sinpro Minas vai se reunir para definir os próximos encaminhamentos da campanha reivindicatória 2013, como a possibilidade de nova paralisação.

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Eventos
Geral
Mundo
Opinião
Opinião Sinpro Minas
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Uberaba
Uberlândia
Varginha