Notícias

Indignada, categoria rejeita proposta patronal e marca assembleia com paralisação

23 de agosto de 2023

Em assembleia na noite desta quarta-feira, professores de escolas particulares de Belo Horizonte e região (cidades de abrangência da CCT/MG) rejeitaram a proposta patronal que prevê retirar direitos da categoria.

Os docentes marcaram uma nova assembleia com paralisação das atividades na próxima quarta-feira (30/8), na parte da manhã, para discutir o rumo da campanha reivindicatória e a possibilidade de greve por tempo indeterminado.

Horário: 9h

Local Associação Médica de Minas Gerais
Teatro Oromar Moreira
Av. João Pinheiro, 161 – Centro, Belo Horizonte

Os donos de escolas insistem em alterar de forma prejudicial cláusulas históricas da categoria, como o adicional por tempo de serviço, o recesso escolar e a isonomia salarial.

Na última reunião de negociação, o patronal piorou a proposta, ao defender a mudança no período das férias coletivas dos docentes.

Durante a assembleia, os professores demonstraram muita indignação com a proposta dos donos de escolas, que precariza a profissão docente. Eles ressaltaram que o volume de trabalho aumenta a cada dia, na mesma medida em que cresce o desrespeito e a falta de valorização por parte do sindicato patronal (Sinepe/MG).

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Eventos
Geral
Mundo
Opinião
Opinião Sinpro Minas
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Uberaba
Uberlândia
Varginha