Notícias

Juros altos e autonomia do Banco Central sabotam o Brasil

23 de fevereiro de 2023

Esta é a pergunta seminal: a quem interesse economia com juros de 13,75%?

Ao sistema financeiro, ao rentismo e aos especuladores de plantão, que ganham dinheiro sem produzir um parafuso.

Qual a explicação, razoável, para essa taxa de juros, sob inflação, que não é de demanda?

Inflação de demanda está ligada a uma das mais importantes leis da economia: oferta x demanda.

A inflação de demanda, portanto, ocorre quando a demanda agregada — a procura total de bens e serviços na economia — é maior que a oferta agregada. Não é o caso da situação atual.

Inflação

O IPCA-15 (Índice de Preços ao Consumidor Amplo 15) acumulado de 2022 é 5,87%. Portanto, a taxa Selic representa mais que o dobro da inflação.

Esses juros, com a autonomia do BC, funcionam como “Cavalo de Troia” do bolsonarismo contra o governo eleito em outubro passado. Porque funcionam como instrumento de sabotagem da economia, que quer e precisa crescer e se desenvolver para gerar emprego e renda para a população, sobretudo a mais carente do País.

A elite econômica brasileira resolveu assumir que é atrasada mesmo e prefere ser exportadora de commodities. Mas isso não é suficiente para o desenvolvimento que bate às portas do País.

Povo está com Lula

A Contee também. Pesquisa Genial/Quaest divulgada nesta quarta-feira (15) mostra que 76% concordam com Lula que a taxa de juros deve cair no Brasil. Apenas 14% não concordam que o petista “está certo em tentar forçar a queda da taxa de juros”, segundo a pesquisa.

Diante desse fato inconteste, a Contee se junta ao clamor popular contra a taxa de juros mais alta do mundo e a autonomia do Banco Central, que sabotam a economia e a possibilidade de retomada do crescimento para gerar emprego e renda no País, principalmente para a parcela mais pobre do Brasil.

Importante não esquecer que a autonomia do BC é só do governo, pois a autarquia está completamente submetida ao sistema financeiro e aos bancos privados. Importante não esquecer também que o presidente do BC, Roberto Campos Neto é oriundo do mercado financeiro.

Ele iniciou a carreira no banco Bozano Simonsen, na função de trader, respondendo pelas operações de juros e moedas. Nos anos seguintes, foi também operador de dívida externa, Bolsa e renda fixa internacional no Bozano, até que a instituição foi comprada pelo Santander.
A Contee está com o povo, que está com Lula!

Abaixo os juros escorchantes!

Abaixo a autonomia do BC!

Brasília, 15 de fevereiro de 2023.

Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino – Contee

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Eventos
Geral
Mundo
Opinião
Opinião Sinpro Minas
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Uberaba
Uberlândia
Varginha