Notícias

Lançamento da revista Elas por ElasEvento foi marcado pela entrega da Comenda Clara Zetkin

8 de abril de 2014

Em homenagem às mulheres, o Sinpro Minas lançou no dia 4 de abril, a sétima edição da revista Elas por elas.A publicação de gênero,  editada  anualmente, trata de temas relevantes da atualidade. Nesta edição, artigos e matérias sobre creche,  arte, estatuto do nascituro, 50 anos do Golpe Militar,  as mudanças propostas pela CPMI da violência contra a mulher, a vida dos quilombolas  entre outros.Durante o lançamento da revista, a diretoria do Sinpro Minas entregou a Comenda Clara Zetkin para 25 homenageadas, como forma de reconhecer a importância de suas ações para dar visibilidade, mobilizar e fortalecer a luta pelos direitos, participação política e emancipação das mulheres.  A capa da revista Elas por Elas  traz  a foto  de Dona Valdete Cordeiro, criadora do Grupo Meninas de Sinhá, que ajuda mulheres do bairro  Alto Vera Cruz (Belo Horizonte)  a resgatarem a autoestima por meio da música. Dona Valdete,  que faleceu no início deste ano, foi representada por sua filha Marilda Cordeiro e uma parte do Grupo que fez uma apresentação ao final do evento. Emocionada, ao agradecer a homenagem, Marilda ofereceu a comenda para o Grupo Meninas de Sinhá.Na avaliação da vice-presidente do Sinpro Minas, Valéria  Morato, a sabedoria de Dona Valdete nos ensinou que a melhor forma de melhorar a vida é trabalhar pelo coletivo.  Também a deputada federal, Jô Morais, destacou  o exemplo deixado pela fundadora das Meninas de Sinhá. “Eu acompanhei boa parte da vida de Dona Valdete e sei que ela cuidava das outras pessoas. Teve uma vida com muitas dificuldades e partilhava sua dor com a dos outros. Dona Valdete fez da sua vida a vida da construção da comunidade. O Alto Vera Cruz vive, hoje, um sentimento de orfandade, pois perdeu quem cuidava. Mas ela não foi embora. Na verdade, está entre nós, pois representa tudo o que a gente sonha para este país”, finaliza. Conquistas O presidente do Sinpro Minas, Gilson Reis, disse que a revista Elas por Elas ajuda trazer à luz informações importantes sobre o universo feminino e masculinho também. “Foi uma decisão  acertada que tomamos há apenas 7 anos e, hoje,  a revista  é uma das mais importantes do Brasil. Ganhou inclusive o Prêmio Abdias Nascimento 2013 com a matéria “Fora das Capas de Revistas”, da jornalista Débora Junqueira”.  Para Gilson Reis, cada vida e cada luta representada por estas mulheres homenageadas, e milhares de outras, reforça o caminho que a sociedade ainda precisa fazer. Para a diretora do Sinpro e  membro do conselho editorial da revista Lavínia  Rodrigues, mesmo com tantas conquistas femininas, a luta ainda é importante e atual, pois ainda há muito o que transformar nesta dura realidade machista. “Precisamos empreender nossas lutas, de igual para igual, fazendo as transformações necessárias. Todas as nossas homenageadas fazem a diferença e, por isso, merecem nosso reconhecimento”, afirma. A trabalhadora rural Maria Rita Fernandes de Figueiredo agradeceu o reconhecimento e dedicou a homenagem para toda trabalhadora. “Nossos  saberes, nossa forma de educar e trabalhar visam a conquista de um dia melhor para nossos filhos. Queremos alcançar justiça social, quando todos terão condições de oferecer uma alimentação digna para seus filhos”, diz. Érica Coelho, militante  do movimento de ocupações urbanas,  também quis estender sua homenagem a todas as mulheres de ocupação e que têm suas famílias ameaçadas de despejo: “estamos resistindo na luta porque acreditamos em transformação social”. Fazendo 85 anos no dia do evento, após ouvir o “parabéns pra você”, Dona Eva falou da alegria de ter dedicado 25 anos de sua vida para que as mães de sua comunidade pudessem trabalhar, tendo creche garantida para seus filhos. Hoje, outras pessoas assumiram a luta pela creche, mas houve um tempo em que tivemos que lutar muito sem apoio e sem a menor condição, sem dinheiro e nem apoio”, conta. A cubana Ginet Camué Collazo, professora de idiomas,  chamou a atenção de todos para a importância da feminista alemã Clara  Zetkin na história das mulheres em todo o mundo. “Morei na Rússia, onde ela foi enterrada e um dia minha mãe me levou ao túmulo da Clara, em Moscou, e me contou sua história. Nunca me esqueci disso. É importante passarmos para nossos filhos quem são estas mulheres de luta e quem é, realmente, a mulher, suas lutas e conquistas. Isso é bom para construir pessoas e um mundo melhores”, diz. A delegada-chefe da Divisão Especializada de Atendimento à Mulher, ao Idoso e à pessoa com Deficiência, em Belo Horizonte, Margaret de Freitas, falou que esta homenagem tem um valor sentimental para ela que tem uma irmã gêmea, também delegada. “Quando éramos crianças, acompanhávamos nossa mãe em atividades na associação dos professores, sua profissão. Ela era lutadora e seus valores, assim como dos nosso pai, que era juiz, foram determinantes da  nossa vida. Todo o aprendizado de anos me faz viver exatamente o que disse Olga  Benário: luto pelo justo, pelo bom e pelo melhor do mundo”.Acesse a sétima edição da revista Elas por elas
 
Lista das homenageadas com a Comenda Clara Zetkin
 
1- Célia Martins da Silva2- Érica Coelho3- Eva Joana4- Eva Maria da Silva5-Ginet Camué Collazo: 6- Ivone Maria de Oliveira7- Jaqueline Morelo8- Jurema Beatriz Figueiredo9-Kátia Firmino Duarte:10-Margaret de Freitas Assis Rocha11-Maria de Freitas Chagas12- Maria Helena Diniz13-Maria Luiza Kfoury Pereira14- Maria Rita Fernandes Figueiredo 15-Marisa Nzinga16-Niurka Maren Maren17-Nívea Mônica da Silva18- Rogerlan Augusta de Morais19- Sírley Soares Soalheiro20 – Wilma Henriques

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Eventos
Geral
Mundo
Opinião
Opinião Sinpro Minas
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Uberaba
Uberlândia
Varginha