Notícias

Metodistas: Sindicatos pedem cumprimento do Plano de Recuperação

20 de janeiro de 2023

Sinpro Minas reposta matéria do Sinpro JF e é um dos sindicatos que está junto aos demais nessas ações em defesa dos trabalhadores da Rede Metodista.
…..
Nesta quarta, dia 18 de janeiro, as entidades que representam empregados e ex-empregados da Rede Metodista de Ensino enviaram documento ao Juiz de Direito responsável pelo processo dos estabelecimentos educacionais, alertando o descumprimento de itens do Plano de Recuperação Judicial (PRJ), com prejuízo aos trabalhadores, e pedindo providências urgentes.
A preocupação das entidades é pela garantia dos direitos dos trabalhadores, reconhecidos no PRJ. Também querem garantir o cumprimento do plano para que não haja risco de a recuperação judicial se transformar em falência, o que pode acontecer caso os estabelecimentos caminhem no sentido do descumprimento de cláusulas do PRJ, e é motivo de extrema preocupação.
O documento foi enviado em nome dos sindicatos de professores e auxiliares de administração escolar de diferentes estados e cidades e a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino, a CONTEE.
Entenda o caso
Em 2021, a Rede Metodista ingressou na Justiça com o pedido para entrar em recuperação judicial. Com isso, empregados e ex-empregados a quem os estabelecimentos de ensino da rede deviam verbas salariais ou trabalhistas viraram credores no processo de recuperação. Desde então, as entidades sindicais atuaram em unidade para garantir os interesses dos trabalhadores no PRJ, que estabelece as formas e prazos de pagamento aos credores. Finalmente, o plano foi homologado pelo juiz em dezembro de 2022.
Pelo PRJ, as instituições deveriam ter pago aos trabalhadores os créditos de natureza salarial (no limite de cinco salários mínimos) referente aos três meses anteriores ao início da recuperação.
O prazo para isso era de 30 dias após a homologação do PRJ. Ou seja, o pagamento deveria ter sido realizado até 12 de janeiro deste ano. No entanto, as entidades sindicais que representam os trabalhadores e ex-trabalhadores da Rede Metodista apuraram que não houve a quitação do pagamento para o conjunto dos credores que deveriam ter recebido.
No documento ao Juiz de Direito, os sindicatos e a confederação requerem que a Rede Metodista seja intimada, via cartório, a comprovar o pagamento integral de todos os créditos no prazo de 48 horas.
Orientações
As entidades relembram a todos os trabalhadores e ex-trabalhadores com créditos a receber a necessidade de enviar os dados bancários para o email recuperacao.judicial@metodista.br
Esse é o novo canal de comunicação principal, ainda que o juridico@metodista.br siga válido.

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Ponte Nova
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Teófilo Otoni
Uberaba
Uberlândia
Varginha