Notícias

Mínimo deveria ser de R$ 1.733, 88 em agosto

13 de setembro de 2007

O salário mínimo do trabalhador brasileiro deveria ter sido de R$ 1.733,88 em agosto, para suprir as necessidades básicas e da família, de acordo com estudo divulgado neste mês pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).  Para chegar a esse número – 4,56 vezes maior que o valor atual, de R$ 380,00 – o Dieese levou em consideração o maior valor apurado para a cesta básica, de R$ 206,39, em Porto Alegre, e o preceito constitucional que estabelece que o salário mínimo deve ser suficiente para garantir as despesas familiares com alimentação, moradia, saúde, transportes, educação, vestuário, higiene, lazer e previdência. Em julho, o valor do salário mínimo necessário era menor, de R$ 1.688,35. Segundo o Dieese, o tempo médio de trabalho necessário para que o trabalhador que ganha salário mínimo pudesse adquirir o conjunto de bens essenciais aumentou em agosto, na comparação com julho. Na média das 16 cidades pesquisadas pelo órgão, o trabalhador que ganha salário mínimo necessitou cumprir uma jornada 97 horas para realizar a mesma compra que, em julho, exigia a execução de 92 horas e 37 minutos.

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Eventos
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Uberaba
Uberlândia
Varginha