Notícias

Mobilização no Triângulo é intensificada

12 de agosto de 2019

Diretores do Sinpro Minas reforçaram, nesta semana, vários atos de mobilização da categoria em cidades do Triângulo Mineiro, onde a situação dos professores segue indefinida, já que, em função da postura intransigente do sindicato patronal (Sinepe Triângulo), ainda não foi assinada a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) garantindo os direitos e conquistas dos docentes. Na próxima terça-feira, 13, haverá nova rodada de negociações.

Para mobilizar a categoria, os diretores visitaram diversas escolas e distribuíram materiais informativos sobre os direitos dos professores. Manifestações contra demissões em massa na Unitri e em outras instituições de ensino também foram realizadas.

Impasse

Em dezembro de 2018, houve a primeira rodada de negociação com o sindicato patronal na região. Desde então, outras reuniões foram realizadas, mas o impasse permaneceu. Os donos de escolas insistem em mudar cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho, com sérios prejuízos aos direitos da categoria. O Sinpro Minas sempre esteve aberto às negociações, mas deixou claro que não aceitará retrocessos em relação às conquistas históricas dos docentes, e, para isso, ajuizou o dissídio coletivo junto ao Tribunal Regional do Trabalho.

Na avaliação da diretoria do Sinpro Minas, o cenário atual demanda uma forte mobilização dos professores e professoras para pressionar os empresários da educação privada a aceitar suas reivindicações, garantindo melhores condições de trabalho e, por consequência, maior qualidade da educação.

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Ponte Nova
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Teófilo Otoni
Uberaba
Uberlândia
Varginha