Notícias

Notícia de venda adia decisão de greve no Uni-BH

7 de fevereiro de 2009

Foi com indignação e incertezas que os professores e funcionários do Uni-BH, reunidos na última assembleia da categoria, receberam a informação de que foi negociada a transferência do Centro Universitário para o grupo Ânima, o mesmo que controla a UNA em Belo Horizonte. Diante da novidade, a decisão foi de manter o indicativo de greve com uma nova assembleia no dia 11 de fevereiro, às 18h30, no auditório Ney Soares (Rua Diamantina, 463, bairro Lagoinha – BH).

Numa assembleia com mais indagações do que respostas, professores, funcionários e alguns alunos presentes tomaram conhecimento sobre a venda do Uni-BH como solução para o pagamento dos salários em atraso e a possível regularização do passivo trabalhista acumulado pela instituição. O Sinpro Minas, o Saae-MG e a Aduni receberam a informação sobre a venda pouco antes da assembleia, sem acesso a qualquer documento sobre a transação ou de garantia dos pagamentos.

Os representantes dos sindicatos e da Associação de professores deverão se reunir nesta terça-feira com representantes do Grupo Anima e da Fundac para saber em que condições o negócio foi feito e como ficará a situação dos professores e funcionários do Uni-BH. E na quarta-feira, a categoria volta a se reunir em assembleia para definir os rumos do movimento.

O presidente do Sinpro Minas, Gilson Reis, lamentou o fato de uma instituição de 45 anos ser vendida em apenas dois dias. “O que estamos vendo é mais um capítulo da mercantilização do ensino, onde alunos são comercializados como cabeças de gado e professores são desrepeitados”, opinou. Segundo ele, mais do que se mobilizar para buscar a regularização dos pagamentos em atraso, os professores e funcionários precisam participar das próximas assembleias para discutir o futuro da universidade, lutando para garantir que os seus direitos e empregos sejam garantidos e que a qualidade do ensino seja mantida com ou sem novos patrões.Assembléia dos Professores do Uni-BH

Dia: 11/02/2009 (quarta-feira)Horário: 18h30Local: Auditório Ney Soares (Rua Diamantina, 463, bairro Lagoinha – BH)Pauta: Deliberação sobre irregularidades trabalhistas e atrasos salariais

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Uberaba
Uberlândia
Varginha