Notícias

“O Brasil e a democracia não merecem tamanha farsa”, diz Dilma

13 de abril de 2016

Centenas de educadores participam neste momento com a presidenta Dilma Rousseff do Encontro Nacional pela Democracia, no Palácio do Planalto. Dilma foi recebida com palavras de apoio em um salão lotado de educadores, pesquisadores, cientistas e estudantes. O ato desta terça-feira (12) é contra o processo de impeachment em curso na Câmara dos Deputados.

Diversos representantes da Educação, como a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), discursam em manifestação contra o golpe. Em seu discurso, a presidenta classificou o processo de impeachment como “a maior fraude jurídica” da história. “Conspiram abertamente à luz do dia para desestruturar o mandato de uma presidenta eleita. Caluniam enquanto leiloam posições no gabinete do golpe”.

E numa referência ao recente vazamento envolvendo o vice-presidente Michel Temer, afirmou: “Caem as máscaras dos conspiradores. O Brasil e a democracia não merecem tamanha farsa”.

No início da cerimônia, após a primeira parte do Hino Nacional, quando a gravação foi cortada, a multidão permaneceu cantando a segunda estrofe, num gesto que emocionou a presidenta e demais presentes.

O evento reúne mais de mil pessoas e tem a presença de deputados e senadores da base aliada e de entidades sindicais que representam os trabalhadores da área educacional, entre elas a CTB, representaada pela presidente da CTB Amazonas, Isis Tavares, e a secretária da Comunicação, Raimunda Gomes, entre outros cetebistas. A coordenadora geral da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino (CONTEE), Madalena Guasco, discursou na cerimônia e fez a defesa do mandato de Dilma Rousseff e da legalidade democrática.

Também marcam presença representantes dos movimentos sociais, como a União Nacional dos Estudantes (UNE), União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES), o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Amazonas (SINTEAM), Sindicato dos Trabalhadores em Educação da Bahia (APLB) e os sindicatos de professores de Campinas, Minas Gerais e Mato Grosso: SINPRO Campinas, SINPRO Minas e SINPRO Mato Grosso.

Acompanhe a transmissão ao vivo aqui no Portal CTB.

De Brasília, Ruth de Souza

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Ponte Nova
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Teófilo Otoni
Uberaba
Uberlândia
Varginha