Notícias

Professora de Idiomas ganha causa na Justiça

4 de setembro de 2008

Atendendo à demanda de uma professora de língua estrangeira, a 4ª Turma do TRT/MG, acompanhando o voto do desembargador Antônio Álvares da Silva, reconheceu que ela não pode ser considerada como instrutora, devido às suas funções profissionais. Conseqüentemente, o sindicato que a representa é o Sinpro Minas.

O relatório da decisão judicial ressalta que a função de docente, que era habilitada, foi comprovada pelas atividades típicas do magistério que a reclamante realizava no dia-a-dia, como ministrar aulas de inglês, fazer as chamadas da classe, corrigir provas, etc. Assim, a condição de professora não pode ser apagada pelo simples fato de a empregadora não ter exigido formação específica nem registro junto ao MEC, durante o contrato de trabalho.

Segundo explicações do relator do processo, o contrato social da reclamada demonstra que a sua atividade principal é o ensino de idiomas. Portanto, esse é o fator que determina o enquadramento sindical dos seus empregados. Para ele, é evidente a natureza das suas atividades de ensino e a função de professora exercida pela reclamante.

 

Assim, aplicando o princípio da primazia da realidade (pelo qual, mais vale no Processo do Trabalho a realidade vivida pelas partes que as condições fictícias registradas em documentos), a 4ª Turma concluiu caracterizada a função de professora e determinou a aplicação à reclamante das normas coletivas de trabalho da categoria dos professores.

Para a diretora do Sinpro Minas Natália Chagas, a decisão da Justiça corrobora a luta que vem sendo feita pelo sindicato há bastante tempo. “Os professores precisam saber que eles têm lutar pela sua real função profissional, que é a de professor, conforme foi respaldado agora pela Justiça do Trabalho”, afirma Natália Chagas.

 

Com informações do TRT/MG

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Eventos
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Uberaba
Uberlândia
Varginha