Notícias

Professoras e professores decidem seguir em greve

Durante assembleia realizada no início da noite desta quarta-feira, 02/05, mais de 2000 professores e professoras do setor privado decidiram permanecer em greve, após uma avaliação das negociações com o sindicato patronal na mediação realizada no Tribunal Regional do Trabalho.

A categoria avaliou que ainda não há nada garantido em seus direitos, uma vez que o sindicato patronal comunicou, em mesa de negociações do TRT, que ainda precisa fazer assembleia com os donos de escola para decidirem se aceitam ou não aquilo que foi acordado perante o desembargador e o procurador do Ministério Público do Trabalho (MPT).

Tendo em vista a não oficialização de nenhuma das propostas prometidas pelo Sinep/MG, os professores, de forma prudente, cautelosa e responsável com seus direitos e sua dignidade, resolveram estender a greve até sexta-feira (04/05) dia em que farão nova assembleia baseados no resultado da deliberação patronal.

Também como decisão de assembleia, a categoria insiste na valorização com ganho real , homologação no sindicato para rescisão de contratos acima de 1 ano e a vigência da CCT por 2 anos.

 Na manhã de sexta-feira o sindicato patronal realiza assembleia de seus associados para deliberar sobre o teor da contraproposta que vem sendo costurada em mediações no Tribunal Regional do Trabalho. O resultado desta reunião será apreciado pelas(os) docentes.
 Nova assembleia de professores

 Dia 04/05  às 16h

Local: Espaço democrático (hall) da ALMG – Rua Rodrigues Caldas, 30

 Nenhum direito a menos!

Nossos Direitos, nossa luta!

Confira galeria de fotos da assembleia de hoje (02/05)

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Montes Claros
Poços de Caldas
Sete Lagoas
Uberaba
Uberlândia