Notícias

Professores/as de idiomas rejeitam proposta patronal, que mantém retirada de direitos

25 de julho de 2022

Em assembleia realizada nessa última sexta-feira (22/7), professores/as de Idiomas, mais uma vez, rejeitaram a contraproposta dos donos de escolas para a campanha reivindicatória deste ano. A rejeição é uma resposta à posição patronal, que mantém a retirada de direitos.

Relembramos que na contraproposta encaminhada ao Sinpro Minas, o patronal (Sindilivre) insiste na retirada das cláusulas que garantem as férias dos/as professores/as e da indenização contra rescisão imotivada.

Na assembleia, a categoria reafirmou a reivindicação de manter direitos previstos na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) de 2019, além da recomposição salarial pelo INPC (12,47%) e um ganho real de 3%.

As negociações continuam e uma nova reunião com a representação patronal está prevista para esta quarta-feira (27/7), às 10h. Após a reunião, o Sinpro Minas vai divulgar nova assembleia, para repassar o andamento das negociações e para construir os próximos passos da campanha.

Diante de um contexto de retrocessos e de descaso do patronal com relação ao trabalho docente, o Sinpro Minas reafirma a importância da categoria seguir mobilizada, em defesa de todos os direitos conquistados e de um reajuste digno.

Nossa união, nossos direitos!

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Ponte Nova
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Teófilo Otoni
Uberaba
Uberlândia
Varginha