Notícias

Professores da FINOM decidem por estado de greve

9 de outubro de 2017

Os professores da Faculdade FINOM, de Paracatu e região, decidiram em assembleia por entrar em estado permanente de greve a partir desta terça-feira, 10 de outubro. A categoria reivindica a regularização do pagamento dos salários e o fim dos atrasos.

Os professores deveriam receber até o quinto dia útil do mês seguinte ao período trabalhado. No entanto, assim como aconteceu em 2013, a Faculdade tem descumprido esse prazo sistematicamente, acarretando prejuízos significativos para a categoria.

Além disso, os professores não têm recebido os salários integralmente, o que faz com que os salários variem mês a mês. Essa situação está ficando insustentável, uma vez que a Faculdade também não apresenta uma data para a quitação dos débitos, o que traz impactos negativos para o vida dos docentes.

O Sinpro Minas, sempre atento aos direitos dos professores, já tomou as medidas legais para que a instituição agilize o acerto do passivo trabalhista e para que regularize os pagamentos mensais.

Diante disso, a saída é a mobilização da categoria que estará em estado de greve até a que a Faculdade apresente uma solução definitiva para o impasse.

O Sinpro conta com a compreensão e o apoio da comunidade escolar para fortalecer essa luta em defesa dos direitos dos professores e de uma educação de qualidade para todos!

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Ponte Nova
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Teófilo Otoni
Uberaba
Uberlândia
Varginha