Notícias

Professores da PUC Minas fazem assembleia com paralisação

5 de maio de 2011

No primeiro semestre de 2010, os professores da PUC Minas aprovaram, em assembleia, a pauta de reivindicações para a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho 2011/2013, firmado entre o Sinpro Minas e a Sociedade Mineira de Cultura (SMC), mantenedora da Instituição de Ensino. A pauta, contendo 47 cláusulas, foi entregue à PUC Minas/SMC pela Associação dos Docentes da PUC Minas (ADPUC).

De lá para cá, várias reuniões foram realizadas, mas como as negociações não avançaram, os docentes decidiram exigir da PUC Minas/SMC uma nova contraproposta que atenda as reivindicações da categoria e, no dia 12 de maio, às 19 horas, Auditório 3, Prédio 43 – Coração Eucarístico, vão fazer uma assembleia com paralisação.As negociações só se iniciaram no dia 15 de setembro quando a comissão de nego­cia­ção, formada por representantes do Sinpro Minas, Adpuc, PUC Minas e Sociedade Mi­nei­ra de Cultura, acertou um calendário de reuniões semanais. Na primeira reunião, foi negociada a prorrogação da vigência do Acordo Coletivo atual até 31 de julho de 2011.Na reunião ocorrida em 22 de setembro, a PUC Minas e a SMC apresentaram uma contraproposta que não atendeu as reivindicações apresentadas pelos docentes. Mesmo com os representantes do Sinpro Minas e da ADPUC a insistir para a representação patronal apresentar uma contraproposta que contemplasse as reivindicações aprovadas pelos professores em assembleia, as reuniões se sucederam sem que isso ocorresse.

Depois de mais de 20 reuniões, não houve avanços e os docentes não obtiveram ganho algum. Os poucos itens acordados se referem às cláusulas já existentes no Acordo Coletivo de Trabalho vigente. É importante frisar que no último Acordo os professores tiveram perdas. Mesmo assim, a PUC Minas/SMC insiste em retirar mais conquistas dos professores, o que trará consequências para as condições de trabalho dos docentes e para a qualidade da educação na instituição de ensino. Na última reunião de negociação, realizada em 27 de abril, foi apresentada pelos representantes dos professores a proposta aprovada na assembleia do dia 13 de abril, da qual consta solicitar da PUC Minas/ SMC uma contraproposta que atenda às reivindicações, para ser apreciada na assembléia, que ocorrerá em 12 de maio, com paralisação das aulas. (Em Poços de Caldas, a assembleia acontecerá no dia 11 de maio).A PUC/SMC ficou de encaminhar o ducumento até o dia 6 de maio.CLIQUE AQUI e confira o Intervalo especial que compara a pauta de reivindicações dos professores e a contraproposta da PUC Minas/SMC .

Não à mercantilização da educação!

Assembleia com paralisação das atividades

12 de maio (quinta) – 19 horasAuditório 3, Prédio 43 – Coração Eucarístico

Pauta: Acordo Coletivo de Trabalho 2011

 

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Eventos
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Uberaba
Uberlândia
Varginha