Notícias

Professores da rede estadual entram em greve

9 de junho de 2011

Começou nesta quarta (08/06), a greve dos trabalhadores em educação da rede pública estadual. Cerca de 5 mil pessoas participaram da assembleia realizada no primeiro dia de greve da categoria.  O movimento, coordenado pelo Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG), reivindica a implementação do Piso Salarial Profissional Nacional no estado.O Piso Salarial Profissional Nacional (PSPN), hoje de R$ 1.597,87, para 24 horas semanais (nível médio de escolaridade), foi instituído pela lei federal 11.738. Segundo o sindicato, o subsídio pago pelo governo estadual não pode ser considerado piso salarial, pois é composto de toda a remuneração do profissional da educação, incluindo abonos.Segundo a direção do Sind-UTE/MG, “a greve por tempo indeterminado é uma resposta da categoria aos baixos salários e à inércia do governo de Minas Gerais, que paga piso de R$ 369,00 e que não cumpre a lei nacional”. “Novamente os(as) profissionais da educação se veem diante de um governo incapaz de adotar política de valorização profissional, mesmo quando imposta por uma lei federal, a lei que instituiu o Piso Salarial Profissional Nacional. Por isso, precisamos pressionar o governo: paga o Piso ou a gente pára a escola!”, afirma a coordenadora-geral do Sind-UTE/MG, Beatriz Cerqueira.A luta continuaApós a assembleia, no final da tarde do dia 8, os manifestantes seguiram em caminhada para a Praça Sete, centro da capital, onde se juntaram a outras categorias do funcionalismo, a exemplo das Polícias Civil e Militar. Nova assembleia acontecerá na próxima quinta-feira (16/06), às 14h, no pátio da Assembleia Legislativa. Com Sind-UTE/MG

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Eventos
Geral
Mundo
Opinião
Opinião Sinpro Minas
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Uberaba
Uberlândia
Varginha