Notícias

Professores decidem por paralisação no dia 24/04

13 de abril de 2013

A proposta absurda apresentada pelo Sinep/MG na última reunião de negociação deixou os professores indignados. Em assembleia, realizada na sede do Sinpro Minas, nesse sábado (13/04), a proposta foi rejeitada pela categoria, e os professores decidiram realizar uma assembleia com paralisação, no dia 24 de abril, quarta-feira, às 10 horas no auditório da Associação Médica de Minas Gerais (Av. João Pinheiro, 161 – Centro).  

 

A proposta patronal prevê um reajuste de 6%, abaixo do índice acumulado do INPC, que foi de 7,22%, enquanto a reivindicação dos professores é um reajuste de 13,42%. O Sinep/MG também propõe a criação de pisos diferenciados para a educação infantil e convocação desses professores para quatro horas de reunião sem remuneração, precarizando ainda mais esse segmento. Além disso, quer a mudança na cláusula de garantia de salário de 1º de fevereiro para 1º de março e retirada das bolsas de professores que tenham filhos na educação infantil (0-3 anos).

 

“A proposta patronal incita a categoria a tomar decisões duras como a paralisação, pois a retirada de direitos significa uma afronta aos professores e um desrespeito aos quase três meses que estamos tentando negociar propostas concretas de valorização da categoria e de melhoria na educação”, afirmou o professor Gilson Reis, presidente do Sinpro Minas. A professora Maria das Graças de Oliveira, diretora do Sinpro Minas, avaliou que a proposta de retirada de direitos como bolsas de estudo, como quer o patronal, será recebida como uma bomba pelos professores. “Há cada vez mais cobranças no nosso trabalho e, ao invés de valorização, ainda querem retirar direitos”, disse, indignada. O professor José Carlos Arêas, também diretor do Sinpro, lembrou que “os direitos só são garantidos com mobilização”.

 

A assembleia contou com a participação de professores aposentados como o sr. Manoel Paulo de Oliveira, que conclamou os demais a levarem mais colegas para a próxima assembleia. “Eu podia estar tranquilo em casa, mas a minha vida é de luta”, disse. Um professor universitário presente na assembleia também manifestou a sua insatisfação com proposta do patronal e com a falta de valorização dos professores do ensino infantil. “Eu, como pai de filhos menores, fico preocupado em deixar os meus filhos com um professor que ganha pouco mais de R$ 8,00 por hora”, afirmou. 

Proposta patronal

 

– Reajuste de 6%, abaixo da inflação (7,22%);

 

– Criação de pisos diferenciados para a educação infantil:

 

          0 a 2 anos – reajuste de 6%

          2 a 3 anos – reajuste de 11% (6% + 5% a mais)

          a partir de 3 anos – reajuste de 6%

 

– Convocação de professores da educação infantil para 4 horas de reunião por mês, sem remuneração;

 

 – Mudança na cláusula da garantia de salário de 1º de fevereiro para 1º de março;

  

– Retirada de bolsas de professores que tenham filhos na educação infantil (0-3 anos).

 

 

  

Principais pontos da pauta de reivindicações do Sinpro Minas

 

– Reajuste salarial de 13,42% (INPC acumulado de 7,22% + variação do PIB de 2,7% + ganho real de 3%);

 

 

– Equiparação dos pisos do ensino infantil ao do ensino médio;

   

– Seguro de vida;

  

– Regulamentação da educação a distância;

  

– Equiparação do adicional extraclasse de 20%, previsto na CCT, ao percentual de 30% pago por atividades extraclasse, dentro do Piso Salarial Profissional Nacional (piso do Magistério);

  

– Manutenção das conquistas já asseguradas na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT).

 

 

 

Campanha reivindicatória 2013

 

Assembleia de professores com paralisação das aulas

 

24 de abril – quarta-feira – 10 horas

 

Local: Av. João Pinheiro, 161 – Centro – BH

  

 

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Uberaba
Uberlândia
Varginha