Notícias

Professores do norte do estado reivindicam aumento real e manutenção das conquistas

13 de março de 2008

O Sinpro Minas convoca todos os professores da rede privada de ensino do Norte do estado para assembléia, nesta sexta-feira, dia 14 de março, às 19 horas, na sala Geraldo Freire, ao lado da Câmara Municipal de Montes Claros, para deliberar sobre os rumos da campanha salarial deste ano. Na região, a categoria reivindica a manutenção das atuais conquistas da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), reposição de 5,37% referente às perdas da inflação (INPC), reajuste salarial de 4,72% (ganho real), regulamentação das relações de trabalho da Educação a Distância e plano de saúde. Os professores exigem também a proibição de aulas e atividades não-remuneradas aos sábados, o estabelecimento de um limite de alunos por sala de aula, entre outros pontos. Para tentar avançar nas negociações, o Sinpro Minas já realizou com o sindicato patronal (Sinepe/Norte) mais de seis reuniões. Em todas elas, os donos de escolas se recusaram a assinar qualquer acordo e insistem em impor aos professores uma proposta que prevê a retirada de várias conquistas históricas, como as bolsas de estudos para fora da escola e a isonomia salarial.  Numa postura radical, o sindicato patronal se nega a conceder um aumento real para a categoria. Os donos de escolas também querem reduzir os salários dos professores substitutos e aumentar a duração da hora/aula no ensino superior, de 50 para 60 minutos. No momento, em razão da postura do Sinepe/Norte, a Convenção Coletiva de Trabalho da categoria, que garante os direitos básicos dos professores, não está assinada.  Em assembléia, os professores da região já deixaram bem claro que não vão aceitar a retirada de direitos e, caso necessário, farão paralisações das atividades. A categoria avalia que as reivindicações representam um avanço nas condições de trabalho e vão repercutir positivamente na qualidade do ensino. Os professores acreditam que, em razão do crescimento de todos os indicadores econômicos, não há razões para não atender as reivindicações apresentadas. O salário mínimo, por exemplo, foi reajustado neste ano em 9,21%. Há pelo menos três anos, o reajuste do mínimo tem sido superior à inflação. Participe da assembléia. Não vamos aceitar a retirada de direitos!Trabalhamos muito. Merecemos mais.Assembléia de professores da região Norte Data: 14/03/08 – sexta-feira  Horário: 19 horasLocal: Sala Geraldo Freire, ao lado da Câmara Municipal de Montes Claros (Av. Doutor João Luiz de Almeida, 40, ao lado da Câmara Municipal)Pauta: Campanha salarial 2008 

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Eventos
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Uberaba
Uberlândia
Varginha