Notícias

Professores não aceitam oferta e cogitam greve

26 de março de 2012

Oferta feita pelos patrões foi de reajuste de 7%; professores da rede particular de ensino querem aumento de 14% no salário

 

Os professores da rede particular, na capital e no interior do Estado, podem entrar em greve nesta semana. Uma reunião entre a categoria e os patrões, marcada para a próxima quarta-feira, será decisiva. Caso não aceitem pagar os 14% de reajuste salarial pedidos pela categoria, os donos de escolas poderão enfrentar uma paralisação geral na rede. Os patrões oferecem 7% de aumento.

 

“Se nós não conseguirmos o reajuste que queremos, vamos cruzar os braços semelhante ao que aconteceu no ano passado”, disse o presidente do Sindicato dos Professores do Estado de Minas Gerais (Sinpro-MG), Gilson Reis. Em 2011, uma paralisação afetou a rede particular por nove dias. Em assembleia, no sábado, os professores descartaram a oferta dos patrões.

 

A unificação salarial também está na pauta de reivindicações da categoria. Atualmente um professor da educação infantil recebe R$ 7 por hora-aula, o que dá uma média mensal de R$ 700. Professores do ensino fundamental recebem por mês o dobro disso. No ensino médio, o salário mensal passa para R$ 1.800. Se os patrões concederem os 14% de reajuste e unificarem a tabela, o salário-base dos professores passa a ser R$ 2.052.

 

A assessoria de imprensa do Sindicato das Escolas Particulares de Minas Gerais (Sinep-MG) informou que os patrões vão apresentar uma contraproposta na reunião desta semana para tentar evitar a greve. Quanto à unificação das tabelas salariais, o Sinep-MG informou que irá avaliar a proposta. As informações são do jornal O TEMPO Online.

 

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Eventos
Geral
Mundo
Opinião
Opinião Sinpro Minas
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Uberaba
Uberlândia
Varginha