Notícias

Professores vão paralisar atividades e fazer nova assembleia

5 de maio de 2017

Professores do setor privado de ensino de Belo Horizonte e região e de Idiomas vão paralisar as atividades na manhã de 17 de maio, quarta-feira. Nesse dia, a categoria fará nova assembleia para definir o rumo da campanha reivindicatória, às 9 horas, no hall principal da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (espaço democrático José Aparecido de Oliveira).

A paralisação das atividades foi decidida em assembleia nessa quinta-feira (4/5), no auditório do Sinpro Minas. Os professores rejeitaram por unanimidade a proposta dos donos de escolas, que não apresenta ganho real e pretende alterar cláusulas como a de férias, o que precariza direitos históricos da categoria.

Categoria faz assembleia da campanha reivindicatória 2017

Os docentes reafirmaram a pauta de reivindicações apresentada ao patronal, que prevê, entre outros pontos, recomposição salarial pelo INPC (4,57%) e ganho real de 3%. Eles afirmaram que não vão aceitar a retirada ou a precarização de direitos consagrados da categoria. “As últimas duas assembleias, ambas com participação expressiva da categoria, deixaram claro que os professores estão bastante mobilizados pela valorização profissional e por nenhum direito a menos”, destacou a presidenta do Sinpro Minas, Valéria Morato.

Resistência
Ao analisar a conjuntura nacional, Valéria Morato ressaltou que tem crescido em todo o país a resistência às reformas trabalhista e previdenciária e a qualquer proposta de retirar direitos dos trabalhadores. “Quanto mais me informo sobre esses projetos mais fico indignada. Mas também percebo que o povo está cada vez mais consciente e o repúdio a essas propostas é crescente. Uma pesquisa recente demonstra que mais de 90% da população rejeitam esses projetos que precarizam as condições de vida e trabalho dos professores e de toda a sociedade brasileira”, afirmou a presidenta do Sinpro Minas.

Ela destacou a importância da mobilização neste momento da campanha reivindicatória. “Na recente greve geral, dia 28 de abril, tivemos a adesão de professores de 80% das escolas particulares. Tenho certeza que mais uma vez nossa categoria vai demonstrar força e garantir avanços na campanha e impedir retrocessos sociais no país”. Nesta sexta-feira (5/5), o Sinpro Minas entra com dissídio na Justiça do Trabalho para garantir a data-base.

Assembleia com paralisação das atividades
Data: 17 de maio – quarta-feira
Local: hall principal da ALMG (espaço democrático José Aparecido de Oliveira) / Rua Rodrigues Caldas, 30 – Santo Agostinho – BH
Pauta: campanha reivindicatória 2017

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Ponte Nova
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Teófilo Otoni
Uberaba
Uberlândia
Varginha