Notícias

Programação cineclubista junho e julho 2014

4 de junho de 2014

PROGRAMAÇÃO JUNHO 2014

Cineclube Joaquim Pedro de Andrade

Rua Tupinambás, 179 – 14ºandar – centro – 3274 5091

03/06/2014 – terça-feira – 19hÀs Segundas ao Sol

Direção: Fernando León de Aranoa – Espanha – 2002

O filme mostra a história dos operários navais de Vigo, na Galiza. O capitalismo lhes roubou o trabalho, a esperança, mas não a dignidade. Há a operária de peixaria que não consegue se libertar do fedor; o imigrante que conta que na URSS era cosmonauta; o desempregado que se recusa a aceitar que ninguém lhe dá trabalho por ser velho demais; o antigo operário que lutou, fez greves e manifestações e que voltaria a fazer tudo outra vez; o cínico que traiu a sua classe por uns trocos. O retrato perfeito de quem sobrevive num eterno domingo.

10/06/2014 – terça-feira – 19h – 1900 (Novecento)

Direção: Bernardo Bertolucci – Itália, França e Alemanha Ocidental – 1976

Nos campos da Emília-Romanha, metáfora do que foi o século XX, dois rapazes e duas classes sociais crescem e aprendem, separados por interesses inconciliáveis. 1900 é inigualável, cada fotografia é um quadro repleto de beleza; as atuações, de Gérard Depardieu a Robert de Niro, são brilhantes; a música de Ennio Morricone é sublime. O filme fala sobre a gênese do fascismo, a vida dos que trabalham e a luta pelo socialismo na linguagem comum de toda a humanidade: amor, ódio, compaixão e solidariedade.

 ———————————————————————————————–

PROGRAMAÇÃO JULHO 2014

Cineclube Joaquim Pedro de Andrade

Rua Tupinambás, 179 – 14ºandar – centro – 3274 5091.

15/07/2014 – Terça-feira 19h – O Couraçado de Potemkin

Direção: Sergei M. Eisenstein – União das Repúblicas Socialistas Soviéticas – 1925

Aos 88 anos, este filme mudo é uma lufada de frescura e ousadia por onde hoje paira o cinema comercial. Obra-prima de Eisenstein, é fundadora do cinema moderno: bela inspiradora, transgressora formal e revolucionária. É a história verídica dos marinheiros que se recusam a comer carne podre, porque são gente. É a luta de vida ou morte pela dignidade dos trabalhadores de Odessa, porque também são gente. É a história do massacre policial que se seguiu e das vozes que não puderam estrangular, porque “ninguém pode vencer um povo que resiste”.

22/07/2014 – terça-feira 19h – Sacco e Vanzetti

Direção: Giuliano Montaldo – Itália e França – 1971

Sacco e Vanzetti é uma arma carregada de humanismo. A história dos dois anarquistas italianos condenados à cadeira elétrica por um tribunal estado-unidense é surpreendente e apaixonante. O compromisso político e a simpatia pela causa dos anarquistas é assumida frontalmente do princípio ao fim, sem cair na caricatura nem na propaganda. O melhor das músicas de Ennio Morricone e Joan Baez estão neste filme, que deve fazer parte da educação política de todos nós.

29/07/2014 – terça-feira – 19h – A Culpa é de Fidel

Direção: Julie Gavras – França – 2006

Julie Gavras, filha do mestre Costa-Gavras, mostra a história do ritual de passagem de Anna (Nina Kervel-Bey), uma menina de 9 anos que, de repente, vê o seu estilo de vida pequeno-burguês devassado pela radical transformação ideológica dos pais. A menina resiste à opção comunista dos pais com argumentos inteligentíssimos e, muito à semelhança de O ano em que os meus pais saíram de férias, constrói à sua volta um ambiente de sonho e inocência apenas quebrado pelos geniais e improváveis diálogos sobre política, sexo e família.

 

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Uberaba
Uberlândia
Varginha