Notícias

Rede públicaProfessores mantêm greve

16 de setembro de 2011

Em assembleia nessa quinta (15/9), em Belo Horizonte, cerca de 9 mil trabalhadores em educação da rede estadual decidiram manter a greve, iniciada em 8 de junho. Os educadores reivindicam o pagamento do piso salarial nacional, definido por lei federal, e o cumprimento do plano de cargos e salários da categoria.

Nova assembleia será realizada na terça-feira (20/9), às 14 horas, no pátio da Assembleia Legislativa de Minas Gerais. Nesse dia, o projeto de lei do executivo para a educação entra na pauta de votação no plenário da Casa.

Até o momento, o governo estadual tem se recusado a atender as reivindicações dos professores, prolongando o impasse. Segundo a coordenadora-geral do Sind-UTE/MG, Beatriz Cerqueira, os trabalhadores vão se organizar e realizar aulas públicas em todo o Estado como forma de dialogar com a população sobre a realidade empobrecida da categoria em Minas. “Essa iniciativa visa também fortalecer o movimento ainda mais. Nossa greve é de boa fé e nossa luta tem uma causa maior, que é o piso salarial profissional nacional”, avalia.

Apoio da sociedadeA mobilização dos educadores tem recebido o apoio de diversos segmentos da sociedade, entre movimentos sindicais, populares, estudantis e pais de alunos da rede pública. Nesta quinta, professores de escolas particulares fizeram um manifesto em apoio à greve (clique aqui e assine o manifesto). 

Na assembleia, a direção do Sind-UTE/MG conclamou a categoria a continuar mobilizada para fortalecer o movimento, que luta pelo cumprimento da lei federal do piso e de uma educação de qualidade.

Leia também:

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Eventos
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Uberaba
Uberlândia
Varginha