Notícias

Redução da jornada de trabalho marca o 1º de maio

30 de abril de 2008

As centrais sindicais fazem, nestas quarta (30) e quinta-feiras, atividades conjuntas para marcar o 1º de maio, “Dia Internacional dos Trabalhadores”. As entidades devem mobilizar, em atos por todo o Brasil, mais de oito milhões de pessoas em defesa da bandeira unitária da redução da jornada de trabalho de 44h para 40h semanais, sem redução de salários.

Em todos os atos, dirigentes sindicais e trabalhadores vão distribuir panfletos explicativos e recolher assinaturas para um abaixo-assinado que será enviado ao Congresso Nacional, com o objetivo de pressionar os parlamentares a aprovarem a PEC 393/01, que trata do assunto. As mobilizações também vão criticar a precarização das condições de trabalho e as altas taxas de juros praticadas pelo Banco Central. Em Minas, as manifestações vão ocorrer em diversas cidades. Em Belo Horizonte, as centrais organizam, nesta quarta-feira (30), uma ampla manifestação na região central. A concentração está marcada para as 15 horas, na Praça da Estação. Em seguida, a manifestação segue para a Praça Sete. Na quinta-feira, dia 1º de maio, também será realizada uma missa na Praça da Cemig, em Contagem, às 20h, com a participação de diversos movimentos sociais. Na terça-feira (6/05), haverá um protesto em frente ao Banco Central contra o aumento das taxas de juros.

Nos atos por todo o estado, as centrais vão defender também outras bandeiras, como a ratificação das convenções 158 e 151 da OIT – que pretende acabar com as demissões imotivadas e regulamentar o direito de greve dos servidores públicos –, a democracia e a liberdade de imprensa nos veículos de comunicação em Minas Gerais, o combate ao desemprego, a distribuição de renda, o fim do fator previdenciário e a reforma agrária.

A Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) elaborou um jornal sobre o “Dia Internacional dos Trabalhadores”. A publicação reverencia a memória daqueles que pagaram com a vida a conquista dos direitos da classe trabalhadora brasileira, fala das bandeiras que a central levanta nesta jornada de lutas e publica o manifesto da CTB sobre o 1º de Maio (Clique aqui para ter acesso).

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Eventos
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Uberaba
Uberlândia
Varginha