Notícias

Reforma da Previdência: centrais convocam Dia Nacional de Luta para 19/02

1 de fevereiro de 2018

Em Belo Horizonte

* Concentração a partir das 16h na Praça Sete
Em Varginha
* Concentração a partir das 15h30 na Concha Acústica
Em Uberlândia
* Concentração a partir das 13h na Praça Clarimundo Carneiro (em frente ao INSS)
Em Pouso Alegre
*Concentração a partir das 8h em frente ao INSS

Contra a ameaça de votação da proposta que reforma a Previdência Social e que pode acabar com a aposentadoria de milhões de brasileiros e brasileiras, CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil) convoca toda a sua base a entrar em estado de alerta permanente e a mobilização imediata para a organização de uma ampla jornada até o dia 19 de fevereiro quando ocorrerá DIA NACIONAL DE LUTA em todo o país.

“Unidade e resistência nesta etapa será fundamental. A CTB orienta seus sindicatos, federações e confederações construir ampla JORNADA DE LUTA com a realização de  assembleias, plenárias regionais e estaduais, panfletagens, blitz nos aeroportos e reforçar, no estados, a pressão nas bases dos parlamentares”, conclamou o presidente nacional da CTB, Adilson Araújo.

Segundo ele, a Central irá trabalhar para fortalecer a jornada nacional e engrossar a resistência até o dia 19/02. Tomaremos o país mais uma vez em defesa da aposentadoria e para demunciar os retrocessos desta reforma”, avisou o dirigente.

Leia íntegra da nota das Centrais:

Jornada Nacional de Luta contra a Reforma da Previdência

Em reunião manhã desta quarta-feira (31), as centrais sindicais (CSB, CTB, CUT, Força Sindical, Nova Central, UGT, Intersindical) aprovaram a realização de uma Jornada Nacional de Luta contra a Reforma da Previdência.

Na oportunidade, as centrais repudiaram a campanha enganosa do governo Michel Temer para aprovar a Reforma da Previdência. E orientam para o próximo dia 19 de fevereiro um Dia Nacional de Luta.

Com a palavra de ordem “Se botar pra votar, o Brasil vai parar”, as centrais orientam suas bases a entrarem em estado de alerta e mobilização nacional imediata, com a realização de assembleias, plenárias regionais e estaduais, panfletagens, blitz nos aeroportos, pressão nas bases dos parlamentares e reforçar a pressão no Congresso Nacional.

As centrais sindicais conclamam suas bases a reforçar o trabalho de comunicação e esclarecimento sobre os graves impactos da “reforma” na vida dos trabalhadores e trabalhadoras.

A unidade, resistência e luta serão fundamentais para barrarmos mais esse retrocesso.

CTB – Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil

CSB – Central dos Sindicatos Brasileiros

CUT – Central Única dos Trabalhadores

Força Sindical

NCST – Nova Central Sindical de Trabalhadores

UGT – União Geral dos Trabalhadores
Intersindical – Central da Classe Trabalhadora

Joanne Mota – Portal CTB

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Ponte Nova
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Teófilo Otoni
Uberaba
Uberlândia
Varginha